Leia também:
X Geraldo Alckmin anuncia nomes para equipe de transição

Família de Flordelis era dividida em “facções”, diz policial

Tiago Vaz de Souza participou da investigação do caso

Pleno.News - 08/11/2022 17h18 | atualizado em 08/11/2022 17h44

Flordelis durante o julgamento em Niterói Foto: TJRJ/Brunno Dantas

O policial civil Tiago Vaz de Souza, testemunha no julgamento do assassinato do pastor Anderson do Carmo, afirmou em depoimento nesta terça-feira (8), que a família da ex-deputada Flordelis era “rachada em facções”. O agente disse ainda que Flordelis nunca relatou ter sido alvo de agressão ou abuso sexual durante os depoimentos do caso.

– Era uma família rachada, que tinha privilégios para um grupo. Uma família rachada em facções. Uma facção ajudou no planejamento da morte e outra facção denunciou a existência desse conluio – afirmou o policial.

Vaz participou da equipe do delegado Allan Duarte. Os policiais concluíram a investigação do assassinato de Anderson do Carmo na Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí.

O policial afirmou que os filhos de Flordelis, entre biológicos, adotivos e afetivos, eram divididos em grupos. Os que tinham privilégios eram conhecidos como a “primeira geração”. De acordo com o policial, a divisão entre os membros da família foi um dos motivos para o “racha” entre os filhos.

– Só um grupo era privilegiado, o que ficou conhecido como a “primeira geração” – que acompanhavam desde o início Anderson e Flordelis.

ABUSOS FÍSICOS E SEXUAIS
A advogada Janira Rocha, que defende a ex-deputada Flordelis, afirmou que os depoimentos das testemunhas devem confirmar a versão de que a pastora e suas filhas foram vítimas de abuso sexual e físico por parte de Anderson.

– Mulheres famosas, poderosas e ricas que sofreram abusos sexuais só muito tempo depois vieram a público dizer isso. A Flordelis não é uma exceção, as mulheres abusadas têm dificuldades, que são comprovadas, de poder expressar esse abuso – disse.

A defesa da ex-deputada afirmou ainda que Simone dos Santos Rodrigues, filha biológica de Flordelis, foi a única responsável pela morte do pastor.

*AE

Leia também1 Família nega que pastor Márcio Valadão tenha Alzheimer
2 Três testemunhas são ouvidas no 1° dia do julgamento de Flordelis
3 Delegada acusa Flordelis de ter relações com os filhos
4 Flordelis chora ao ver mãe no primeiro dia do julgamento
5 Policial diz que Flordelis foi pega com dinheiro nas partes íntimas

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.