Leia também:
X Jovem tenta roubar mercado e acaba morto por segurança

Ex-secretário de Cabral é preso mais uma vez pela Lava Jato

Régis Fichtner já havia sido detido em novembro de 2017

Camille Dornelles - 15/02/2019 07h35 | atualizado em 15/02/2019 08h15

O ex-chefe da Casa Civil do Rio de Janeiro Régis Fichtner foi preso pela Operação Lava Jato no início desta sexta-feira (15). Ele, que atuou no governo do estado durante a gestão Sérgio Cabral, é investigado por recebimento de propinas.

Essa não é a primeira vez que Fichtner é preso pela Lava Jato. Em novembro de 2017, ele foi alvo da Operação C’est Fini (É o Fim, em francês) por ter recebido uma quantia de R$ 1,6 milhão de forma indevida. Na época, ele só ficou na prisão durante uma semana por causa de um habeas corpus.

Com a interceptação de novas informações e pela delação premiada de Carlos Miranda (que entregou o esquema de Luiz Fernando Pezão), a Justiça decretou um novo mandado de prisão contra o ex-secretário.

Segundo Miranda, Fichtner estava na lista dos que recebiam benefícios da Fetranspor.

Leia também1 Pezão é condenado e perde direitos políticos por 5 anos
2 TRE condena Pezão por abuso de poder político e econômico
3 Ministério Público denuncia Sérgio Cabral e Jorge Picciani

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.