Leia também:
X Comissão do Congresso aprova convites à Anvisa e ao Butantan

Ex-candidato do PT que estuprou cadela é encontrado morto

Sandoval Leão foi filmado cometendo o crime. Caso gerou revolta nas redes sociais

Pleno.News - 11/11/2020 16h58 | atualizado em 11/11/2020 17h28

A busca pelo ex-candidato do PT que estuprou uma cadela na cidade de Caldas Novas, em Goiás, chegou ao fim. De acordo com a Polícia Militar (PM) de Araguari, Sandoval Leão (PT) foi encontrado morto enforcado em uma árvore no sábado (7).

Segundo a PM, junto ao homem foi encontrada uma carta com pedidos de perdão à filha, aos amigos, a Deus e ainda ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

A Polícia Civil de Goiás informou que na sexta-feira (6), Sandoval chegou a pedir atendimento médico em uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Ele também foi à delegacia para registrar a perda de documentos.

Sandoval era procurado desde que foi filmado, no dia 2 de novembro, estuprando a cadela Branquinha dentro de uma casa. Na ocasião, ele conseguiu fugir da cidade. Já a cadela foi levada para uma clínica veterinária.

O crime foi registrado em vídeo pelo proprietário do imóvel que Sandoval alugava. O homem também é dono da cadela. A filha do proprietário foi a primeira a flagrar o crime e chamou o pai. Já no local, ele passou a filmar o ato.

O caso gerou grande revolta nas redes sociais e internautas subiram hashtags pedindo “Justiça por Branquinha”, que é o nome da cadela.

Após a repercussão, o diretório municipal do PT informou que Sandoval Leão foi expulso do partido após a revelação do crime. O Tribunal Superior Eleitoral também cancelou a candidatura de Sandoval.

Sandoval Leão Foto: Reprodução

Leia também1 Candidato do PT é filmado estuprando cadela e gera revolta
2 União diz ao STF que vacinação não pode ser obrigatória
3 STJ: Trabalhos serão retomados a partir desta segunda-feira
4 Para Barroso, "retornar ao voto impresso é um retrocesso"
5 Serra diz que denúncia de caixa 2 é "narrativa fantasiosa"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.