Leia também:
X Ex-bispo da IURD quer perdoar filho que matou sua esposa

Ex-BBB atropela e mata homem de 42 anos; Família cita descaso

João Maurício dirigia por zona rural no momento do acidente

Gabriela Doria - 13/11/2020 18h09 | atualizado em 13/11/2020 18h28

Ex-BBB João Maurício Leite atropelou e matou eletricista de 42 anos Foto: Reprodução

O ex-participante do Big Brother Brasil 12, João Maurício Leite, de 42 anos, atropelou e matou o eletricista Rones José de Carvalho, também de 42 anos, na cidade de Pires do Rio, em Goiás, na última sexta-feira (6).

João Maurício chegou a prestar socorro, mas o homem não resistiu.

Ainda assim, a família da vítima alega que o ex-BBB não demonstrou preocupação e nem ofereceu apoio após o acidente.

– A gente não teve nenhum contato [com João Maurício]. Ele não quis saber da família. Não deixou nem o número para a gente entrar em contato – disse Verônica Carvalho, filha da vítima.

À polícia, João Maurício, que dirigia uma Toyota Hilux, contou que havia saído de sua fazenda, no município de Ipameri, com destino à Goiânia. No caminho, ele disse que “uma pessoa atravessou na frente” e ele não conseguiu frear a tempo.

Ao portal Metrópoles, João declarou que o local do acidente fica em uma zona rural e que estava escuro no momento. Ainda segundo ele, só havia uma boate nas proximidades. Ele relatou também que, em conversa com o chefe de Rones, o gestor disse que o funcionário não estava trabalhando no momento do acidente e que o eletricista poderia ter ido à casa de festas na região.

João Maurício dirigia um carro modelo Toyota Hiux

João Maurício conta também que acionou o Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar Rodoviária.

– Os bombeiros confirmaram o óbito da vítima e foi feito contato com a autoridade policial para que fosse acionado o IML e a perícia – diz um trecho do boletim de ocorrência.

A família da vítima contesta a versão e afirma que Rones estava saindo do trabalho no momento em que foi atropelado. Eles alegam ainda que João Maurício estava dirigindo em alta velocidade na hora do acidente. “Ele estava a 180 quilômetros por hora”, disse a cunhada da vítima, Neide Dayanne da Silva de Jesus.

O ex-BBB nega qualquer irregularidade e o bafômetro não acusou presença de álcool no organismo dele.

– Eu não tinha como estar em uma velocidade alta, porque na saída da cidade você tem um pardal e depois dele é uma subida íngreme. Nem se eu quisesse – argumentou.

João Maurício disse ainda que lamenta a morte de Rones.

– Obviamente, entendo a dor e me compadeço, mas infelizmente não tive como fazer nada. Ele entrou correndo na frente do carro. Eu estava em uma velocidade compatível. [Ele] queria acabar com a própria vida – afirmou.

Além da filha Verônica, Rones também deixa a namorada, com quem iria se casar em breve. Elas pedem justiça.

– Ele tirou uma vida. O autor do acidente não fez nenhuma questão de dar explicações e nada até hoje foi esclarecido – disse a filha da vítima.

Leia também1 Urach volta a criticar a Igreja Universal e fala sobre demissão
2 Ex-bispo da IURD quer perdoar filho que matou sua esposa
3 Marido de Ana Hickmann revela: “Por milagre não fui a óbito”
4 Belo paga pensão de R$ 10 mil à filha presa: "Ela não precisava"
5 Atriz Sheron Menezzes deixa Rede Globo após 18 anos

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.