Leia também:
X Bolsonaro nomeia Bruno Bianco para a Advocacia-Geral da União

Ex-ator da Globo nega que estava em cárcere privado em clínica

Polícia teria encontrado ator que viveu o Cabeção, da novela Malhação

Pierre Borges - 05/08/2021 15h26 | atualizado em 14/10/2021 15h46

Sérgio Hondjakoff, o Cabeção de Malhação
Sérgio Hondjakoff, o Cabeção de Malhação Foto: Divulgação/TV Globo e Reprodução/Vídeo do Instagram de Sérgio Hondjakoff

Em ação conjunta com o Ministério Público, a Polícia Civil fechou na última quarta-feira (4) uma clínica de reabilitação em Pindamonhangaba, no interior de SP, que mantinha seus pacientes em cárcere privado. Ao realizar a operação, a polícia informou ter encontrado o ator Sérgio Hondjakoff entre os internos. A informação, porém, foi negada pelo artista.

O ator ficou consagrado ao interpretar o personagem Cabeção, no início dos anos 2000, na novela Malhação. De acordo com a polícia, Sérgio e outros 45 pacientes em tratamento para reabilitação do uso de drogas eram mantidos presos em quartos trancados. Os pacientes informaram também que até suas ligações telefônicas para familiares eram controladas e monitoradas pela direção do estabelecimento.

A polícia encontrou medicamentos no local que exigiam prescrição médica para uso, mas os funcionários não tinham receitas para isto. Além disso, os pacientes tiveram que pagar à clínica uma taxa para receberem a vacina contra a Covid-19, mesmo com a imunização sendo feita gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Dois funcionários foram presos, e os donos do estabelecimento responderão por sequestro. Os pacientes foram entrevistados por assistentes sociais, e alguns deles foram encaminhados para outras clínicas de reabilitação ou psiquiátricas. Os que já estavam internados há mais de 90 dias foram liberados para ficar com seus familiares, o que, de acordo com o G1, foi o caso do ator.

Mas, em um vídeo no seu Instagram, Sérgio negou que estivesse internado. Ele afirmou que está em Resende, passando as férias perto da família. Na legenda, ele apontou: “Já inventaram até que eu estava morto”. Veja a publicação:

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Serginho Hondjakoff (@serginhohondjakoff)

Leia também1 PUC contrata Boulos, e Hang ironiza: 'Finalmente começa a trabalhar'
2 Voto impresso: Web se une por 'sim' em consulta do Senado
3 Para Mourão, 3ª via é importante para 'amenizar tensões' em 2022
4 STJ manda soltar homem que incendiou estátua de Borba Gato
5 Queiroga diz que Doria tem direito de 'judicializar' a vacina

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.