Leia também:
X Bivar discute fusão do PSL com PP, afirma colunista

Escola de samba irá usar Jesus para criticar conservadorismo

Desfile da Mangueira em 2020 também falará do presidente Jair Bolsonaro

Henrique Gimenes - 20/10/2019 15h19 | atualizado em 20/10/2019 16h13

Mangueira foi campeã do carnaval carioca em 2019 Foto: Reprodução

O próximo enredo da escola de samba Mangueira, do Rio de Janeiro, será algo bem atual: o conservadorismo. A agremiação pretende levar, para a avenida, um desfile crítico ao avanço do movimento conservador no Brasil. Um dos personagens centrais será o presidente Jair Bolsonaro.

Em entrevista ao colunista Chico Alves, do portal Uol, o carnavalesco Leandro Vieira falou que, em 2020, pretende usar a imagem de Jesus Cristo para combater o avanço do conservadorismo.

– Em 2020, sigo combatendo o conservadorismo, a partir de uma figura que os conservadores levaram para sua trincheira: Jesus Cristo. Discuto o sequestro da narrativa cristã, que tornou Jesus a figura principal da direita brasileira de hoje. Os valores cristãos foram deturpados pela direita atual. Temos hoje uma figura importante que é o presidente da República, que vai na Marcha Para Jesus e se permite ser fotografado fazendo arminha com a mão. Então, eu proponho uma narrativa de Jesus contra essa hegemonia que distorce os valores cristãos – explicou.

Ao ser questionado sobre o uso de mensagens políticas no Carnaval, Leandro Vieira afirmou que pretende manter o tema em discussão.

– As favelas cariocas votaram no Bolsonaro, ajudaram a eleger o Bolsonaro. Então, quero falar para essa gente. Outra coisa: as comunidades cariocas vivem o avanço das igrejas evangélicas. Há uma perseguição a doutrinas religiosas de matriz afro. É preciso dar a essa gente nos botequins, nas rodas de conversa, uma perspectiva contra-hegemônica. O que eu busco fazer é isso, vestindo as pessoas para brincar. Se tem uma coisa que eu gosto é fazer com que as pessoas cantem aquilo que muitas vezes é discutido com uma seriedade rasa – destacou.

Leia também1 Ator Orlando Drummond completa 100 anos de idade
2 Contra governo, Duvivier diz: "Arte deve ser mais porrada"

WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.