Leia também:
X Mãe acusada de matar o próprio filho é condenada a 30 anos

Envolvimento de pai e filho em morte de família perde força

Corpo masculino encontrado em Planaltina faz aumentar a possibilidade de que Thiago e Marcos de Oliveira tenham sido mortos

Paulo Moura - 19/01/2023 10h04 | atualizado em 19/01/2023 14h16

Marcos de Oliveira e Thiago de Oliveira estão desaparecidos Fotos: Reprodução/Arquivo Pessoal

Após o corpo de um homem adulto ser encontrado, na tarde desta quarta-feira (18), em um cativeiro em Planaltina, no Distrito Federal, onde foram mantidas duas das pessoas desaparecidas no caso do sumiço da família da cabeleireira Elizamar Silva, a tese inicial de que o marido dela, Thiago de Oliveira, e o sogro, Marcos de Oliveira, teriam participação no ocorrido perdeu força.

Nesta quinta (19), a Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) informou que há indícios de que Thiago e Marcos possam estar mortos. Além deles, a polícia também trabalha com a possibilidade de que Cláudia Regina, ex-esposa de Marcos, e Ana Beatriz, filha do ex-casal, também desaparecidas, tenham morrido.

– Se esse corpo se confirmar do Thiago ou do Marcos, é que Gideon, Fabrício e Horácio [três presos por suspeita de participação nos desaparecimentos] se associaram e, com fim de subtrair valores, mataram as pessoas da família do Marcos – disse o delegado Ricardo Vianna, que investiga o caso.

O caso começou após a cabeleireira Elizamar Silva e três filhos dela e de Thiago – Gabriel, de 7 anos, e os gêmeos Rafael e Rafaela, de 6 anos – desaparecerem na última quinta-feira (12). A mulher também é mãe de um rapaz de 24 anos e de uma jovem de 18 anos, e é casada com Thiago. Os filhos mais velhos de Elizamar avisaram a polícia sobre o desaparecimento.

Foi um dos detidos por possível envolvimento com o caso, Horácio Barbosa, quem afirmou que Thiago e Marcos teriam envolvimento no sumiço de Elizamar, dos três filhos dela e do marido, além de participação nos desaparecimentos de Renata Belchior, mãe de Thiago, e de Gabriela Belchior, irmã dele.

Além de Horácio, com quem foram encontrados R$ 40 mil na conta bancária, também foi preso por possível envolvimento no crime Gideon Batista, de 55 anos, achado com R$ 14 mil em espécie. Os agentes suspeitam que os valores tenham sido obtidos com as vítimas. Um terceiro detido por participação no caso foi identificado como Fabrício Canhedo, de 34 anos.

Além do corpo encontrado no cativeiro em Planaltina, seis corpos carbonizados foram encontrados em dois carros da família. Em Unaí, Minas Gerais, um veículo foi encontrado com dois corpos femininos, que segundo parentes seriam de Renata e Gabriela. Em Cristalina, Goiás, foram encontrados quatro corpos, que seriam de Elizamar e dos três filhos.

Leia também1 Mãe acusada de matar o próprio filho é condenada a 30 anos
2 Ministério da Cultura vai liberar quase R$ 1 bilhão da Lei Rouanet
3 Salário mínimo fica em R$ 1.302 ao menos até maio, diz ministro
4 Lula critica BC independente e fala da taxa de juros e inflação
5 Advogado é ferido pela própria arma em exame de ressonância

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.