Engenheiro da Petrobras é preso acusado de pedofilia

Ele usava computador da empresa para armazenar imagens pornográficas

Pleno.News - 18/07/2019 10h52

Engenheiro foi preso em flagrante na Petrobras Foto: Reprodução G1

A Polícia Civil do Rio de Janeiro prendeu em flagrante, nesta quarta-feira (17), um engenheiro da Petrobras suspeito de pedofilia. Alexandre Pinheiro Teixeira da Costa, de 46 anos, usava o computador da empresa para armazenar milhares de fotos e vídeos de crianças sendo abusadas.

De acordo com o portal G1, Alexandre tinha mais de 10 mil imagens pornográficas de menores de idade. Ele foi preso na sede da estatal, no Centro do Rio.

Na tentativa de não deixar rastros, Alexandre colocava as imagens em um pen drive e as via na computador da empresa. Na sua casa também foi apreendido um computador com arquivos semelhantes.

Segundo a Petrobras, a denúncia contra o servidor partiu de órgãos da própria empresa.

– A companhia repudia e não tolera quaisquer ações que firam os princípios de seu código de ética, amplamente conhecido por seus colaboradores. Além das ações penais cabíveis, a companhia deu início imediatamente aos procedimentos do regime de consequência – disse em comunicado.

O engenheiro só foi preso por causa de uma parceria tecnológica entre a Delegacia de Repressão à Crimes de Informática ( DRCI) e grandes empresas. A iniciativa visa monitorar redes internas e externas e as atividades de servidores. Com isso, é possível rastrear e analisar materiais cujos conteúdos são proibidos.


Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo