Leia também:
X Bebê de sete meses se engasga e é salva por PMs em rodoviária

Enchentes: Sul da Bahia tem 4,2 mil desabrigados por chuvas

Os feridos são 286 e 17 morreram nas enchentes

Pleno.News - 25/12/2021 20h17 | atualizado em 28/12/2021 16h51

Sul da Bahia tem 4,2 mil desabrigados por chuvas
Enchentes no estado da Bahia Foto: Isac Nóbrega/PR

Os números de desabrigados e desalojados no sul da Bahia por causa das chuvas que começaram na última quinta-feira (23) vêm aumentando.

A Defesa Civil do estado e as prefeituras das cidades atingidas informaram hoje (25) que são quase 4,2 mil desabrigados e mais de 11,2 mil desalojados. Os feridos são 286 e 17 morreram nas enchentes. A população atingida chega perto de 380 mil pessoas de 66 municípios, como Ilhéus, Porto Seguro, Prado e Vitória da Conquista.

No Twitter, muitos moradores publicaram relatos e vídeos das inundações. E o alerta sobre a região deve continuar. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a região sul da Bahia continua com status de Perigo e Perigo Potencial para chuvas intensas.

MAIS CHUVAS
Nas áreas mais graves, existe a possibilidade de chuvas entre 30 e 60 milímetros por hora e ventos entre 60 e 100 quilômetros por hora.

De acordo com o Inmet, há risco de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos e de descargas elétricas.

A Defesa Civil Nacional já liberou R$ 17,5 milhões aos municípios baianos afetados pelas chuvas para ações de resposta ao desastre natural e reconstrução de infraestrutura danificada.

*Agência Brasil

Leia também1 Bebê de sete meses se engasga e é salva por PMs em rodoviária
2 Mulher se emociona com post e doa fígado para criança
3 Presidente do STJ mantém pai do menino Bernardo Boldrini preso
4 Repórter sofre tentativa de assalto ao vivo em São Paulo
5 Corpo de 6ª vítima do acidente na BR-153 é achado em córrego

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.