Leia também:
X Perícia policial não acha provas de pedofilia contra PC Siqueira

Em áudio, padre Robson acusa ex-diretor da Afipe de extorsão

Líder religioso afirmou que estava sendo extorquido por ex-diretor por conta de cobranças financeiras

Paulo Moura - 24/02/2021 15h17 | atualizado em 24/02/2021 16h13

Padre Robson de Oliveira Foto: Reprodução

O padre Robson de Oliveira, investigado até pouco tempo atrás por suposto desvio de doações de fiéis à Associação Filhos do Pai Eterno (Afipe), afirmou que era vítima de extorsão por parte de Anderson Reinier, um dos ex-diretores da entidade.

Anderson foi a pessoa que teve a morte solicitada pelo líder religioso, em um áudio divulgado pelo Fantástico no último domingo (21).

As acusações de extorsão, feitas pelo padre contra o ex-gestor, também foram reveladas em gravações obtidas durante a Operação Vendilhões, que apurou a suspeita de desvio de dinheiro da Afipe.

Na conversa com seu advogado, Luiz Medeiros, gravada em áudio, Robson fala sobre um documento em que Anderson cobrava mais de R$ 4 milhões por diversas promessas feitas pelo líder.

– [Anderson está] querendo receber R$ 4 milhões por esse serviço de m**** aqui – diz o padre.

Robson então explica que tinha conversado com o diretor jurídico da entidade sobre outros trabalhos, o que poderia gerar ganhos que lhe proporcionariam uma espécie de aposentadoria. Momentos depois, ainda na reunião, o clérigo pega um documento que teria sido feito por Anderson e mostra a lista de valores cobrados, falando que considerava aquilo uma extorsão de dinheiro.

– Em função do mandato de promessa, compromisso verbal entre o padre Robson e eu, R$ 560 mil do apartamento [onde Anderson mora] [é o] que eu tenho que dar para ele. Isso aqui é extorsão, doutor. R$ 300 mil do acompanhamento da execução da… [trecho inaudível], sendo que ele era pago para isso. Mas ele tem que ganhar R$ 300 mil, porque diz que eu prometi – aponta.

Depois de mostrar o documento, o então presidente da Afipe diz que não vai bancar uma vida confortável ao dirigente da entidade e que Anderson não tem mais condições de continuar no cargo.

O advogado Luiz Medeiros se mostra preocupado com a situação e teme que Anderson possa prejudicar o padre e a Afipe. É nesse momento que Robson pede a seu advogado que mate Anderson.

– Se você pudesse matar ele para mim, eu ia achar uma bênção. Acaba com esse cara, bicho. Isso aí só vai atrapalhar nossa vida. Para mim, até hoje, foi um atraso. Com o que um cara desse escreve e assina uma extorsão, doutor? – declara o padre.

Medeiros informou, em nota, que atuou como advogado consultivo da Afipe e que o trabalho dele “sempre foi lícito e transparente”. O advogado ainda disse: “Nunca houve qualquer repasse de valores a nenhum servidor público. Áudios e vídeos foram montados por hackers que extorquiam o padre Robson”.

Leia também1 Padre Robson: Andamento de ação penal está nas mãos do STJ
2 Em áudio, padre Robson pede morte de desafeto: 'Uma bênção'
3 Damares nega pedido de anistia de membro da cúpula do PT
4 Ranking: Confira os livros cristãos mais vendidos em 2020
5 Estilo: Silvio Santos vai ao salão de Jassa e muda o visual

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.