Leia também:
X STF mantém condenação de Zé de Abreu por tuíte sobre facada

Doria promete acabar com sigilo de 100 anos, mas leva invertida

Ex-governador de São Paulo foi questionado sobre sigilos de contratos para compra de vacinas

Henrique Gimenes - 14/04/2022 15h47 | atualizado em 14/04/2022 17h38

Governador de SP, João Doria
Ex-governador de SP, João Doria Foto: Governo do Estado de São Paulo

Nesta quinta-feira (14), o ex-governador de São Paulo, João Doria, afirmou que iria retirar o sigilo de 100 anos em assuntos de governo, porque é “preciso ter transparência”. Doria, no entanto, foi questionado por um usuário sobre o sigilo determinado pelo governo de SP para a aquisição da vacina CoronaVac. A questão levou a equipe do ex-governador a explicar que a medida foi estabelecida em contrato.

A declaração ocorre após o Gabinete de Segurança Institucional (GSI) decretar um sigilo de 100 anos a dados sobre encontros que o presidente Jair Bolsonaro teve com pastores que teriam influência sobre o Ministério da Educação (MEC).

Em resposta ao jornal O Globo, o GSI disse que as informações sobre os encontros teriam um caráter sigiloso e poderiam comprometer a segurança do presidente. O pedido do jornal foi feito por meio da Lei de Acesso à Informação (LAI).

– Eleito presidente, uma das minhas primeiras medidas será acabar com o sigilo de 100 anos aplicado nos assuntos de governo. Um governo não tem que ter sigilo. Tem que ter transparência – disse Doria.

Leia também1 Bolsonaro diz a seguidor que questionou sigilos: ‘Em 100 anos saberá’
2 PGR rebate "acusação vazia" de Miriam Leitão no jornal O Globo
3 PSOL quer convocar Augusto Heleno após sigilo de Bolsonaro
4 Amanda Klein defende CPI do MEC e ganha resposta ao vivo
5 Alvaro Dias: "CPI do MEC seria encenação e acabaria em pizza"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.