Leia também:
X 38% dos ativistas anti-Bolsonaro se recusam a protestar com PT

Dono de bar é executado durante live de pagode no Amazonas

A esposa do comerciante também foi atingida por disparos

Monique Mello - 14/09/2021 14h23 | atualizado em 14/09/2021 14h58

Banda se surpreendeu com os tiros durante transmissão ao vivo realizada no bar Foto: Reprodução/ Instagram/ Erlon Rodrigues/ Polícia Civil do Amazonas

O comerciante Raniery da Silva Pinheiro, de 40 anos, dono do Boteco Jardim RestoBar, foi morto a tiros durante uma live de samba e pagode em seu estabelecimento na noite de domingo (12), em Manaus (AM). Sua esposa também foi baleada, mas sobreviveu.

Dois homens chegaram ao evento, transmitido pela internet, disparando contra o homem, que morreu no local. Em seguida, eles fugiram e levaram a bolsa da vítima com documentos pessoais e cartões de crédito.

A Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros, informou nesta segunda-feira (13) que Raniery era foragido da Justiça e tinha um mandado de prisão por tráfico de drogas. Ele também já havia sido preso em 2016 após a polícia ter apreendido um fuzil de guerra com o suspeito em um flutuante.

A família do comerciante classificou o caso como “atentado”.

– O proprietário do espaço sofreu um fatídico atentado que o levou, infelizmente, à morte – diz publicação nas redes sociais.

O perfil oficial do Boteco Jardim RestoBar publicou uma nota de pesar, classificando da mesma maneira.

– O proprietário do espaço sofreu um fatídico atentado que o levou, infelizmente, à morte. Com profundo pesar, informamos aos nossos clientes e amigos que, infelizmente, em decorrência dessa tragédia, o local ficará fechado temporariamente.

De acordo com delegado Antônio Carlos, que está à frente do caso, os suspeitos do crime ainda não foram identificados.

Leia também1 O que se sabe sobre a misteriosa morte do ator Luiz Carlos Araújo
2 Morre Pr. Yonggi Cho, fundador da maior igreja da Coreia do Sul
3 Vizinha chama filho autista de músico do Molejo de 'retardado'
4 Médica é encontrada morta em sala de repouso de hospital
5 Zé Trovão alega perseguição e pede asilo político no México

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.