CORONAVÍRUS
- Tudo o que você precisa saber
-->
Leia também:
X Fundador do MBL é processado por delegados de São Paulo

Delegado Paulo Bilynskyj tem alta 13 dias após ser baleado

Ele foi baleado seis vezes

Gabriela Doria - 02/06/2020 22h04

Delegado Paulo Bilynskyj recebeu alta nesta terça-feira Foto: Reprodução

O delegado Paulo Bilynskyj recebeu alta do hospital nesta terça-feira (13), 13 dias após ser internado. Segundo o chefe de polícia, ele foi baleado seis vezes pela então namorada, Priscila Delgado, durante uma briga de casal. Ele disse ainda que ela cometeu suicídio após tentar matá-lo.

O crime aconteceu no dia 20 de maio, no apartamento do delegado, em São Bernardo do Campo, em São Paulo.

– Paulo recebeu alta médica e continuará os trabalhos de reabilitação, fisioterapia e o tratamento com antibióticos em casa. Está sob os cuidados do pai e do irmão e a partir de agora serão dias difíceis de readaptação e combate às dores por todo o corpo. Cada dia uma nova vitória – informou um perfil chamado O Projeto Policial, no Instagram.

A legenda é acompanha de uma foto do tórax do delegado com pontos cirúrgicos. Ele carrega na mão um pingente de crucifixo.

A Polícia Civil de São Paulo ainda está caminhando com o inquérito e não descarta outras linhas de investigação, como feminicídio. Um dos laudos do corpo de Priscila, por exemplo, aponta, com base na trajetória da bala, que o projétil não pode ter sido disparado por ela, colocando em dúvida a versão apresentada por Bilynskyj. O pai do delegado nega que esse laudo exista.

Leia também1 Após briga, delegado é achado baleado e namorada morta
2 Pai de Paulo Bilynskyj diz que filho 'é vítima' e pede orações
3 Caso Bilysnkyj: Laudo descarta hipótese de suicídio da modelo
4 Caso Bilynskyj: Mensagens de ex teriam motivado crime
5 Sem laudos, polícia vê versão de Bilynskyj como verossímil

Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo