Leia também:
X Christiane Torloni lembra morte do filho em relato emocionante

Delegado e família são presos com vasta plantação de maconha

Polícia fala em produção com "escala industrial"

Gabriela Doria - 06/12/2020 10h51 | atualizado em 06/12/2020 10h52

Delegado e família mantinham plantação de maconha para comercialização Foto: Reprodução

O delegado Marcelo Marinho de Noronha, da 1ª Classe da Polícia Civil do Distrito Federal, foi preso em uma plantação de maconha em uma chácara de sua propriedade. Uma investigação da Corregedoria-Geral da Polícia Civil levou à prisão do delegado por tráfico de drogas.

O lote onde foi encontrada a plantação tinha estrutura de iluminação e uma estufa para climatizar o ambiente. Havia pés de maconha de todos os tamanhos, desde os mais desenvolvidos a pequenas mudas. Noronha também tinha diversas sementes em sua posse. A polícia fala em uma estrutura para produção em “escala industrial”.

Além do delegado, também foram presos os dois filhos do policial, Marcos Rubenich Marinho de Noronha e Ana Flavia Rubenich Marinho de Noronha, e sua esposa, Teresa Cristina Cavalcante Lopes.

Entre os materiais apreendidos estão pés de maconha, grandes e pequenos; fertilizantes; uma pistola da marca Taurus, calibre .40, de propriedade da PCDF; uma espingarda calibre .12; diversas munições calibre .40; contas de água e luz da referida chácara em nome de Teresa Cristina Cavalcante Lopes; rolo de saco plástico para “provável acondicionamento de drogas”, entre outros materiais.

Leia também1 Bandido mata policial na Casa & Vídeo e esquerda se cala
2 SP: PM é preso após ameaçar e apontar arma para outro policial
3 Cidadãos se revoltam com morte de PM: #VidasPoliciaisImportam
4 Ex-boxeadora brasileira é presa suspeita de matar o marido
5 Câmara dos EUA vota e aprova descriminalização da maconha

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.