Leia também:
X FHC anuncia voto em Lula em caso de 2° turno com Bolsonaro

Delegado da PF é achado morto dentro de sede da corporação

Policial protagonizou forte discussão com apoiadores do ex-presidente Lula, em 2018

Paulo Moura - 10/08/2021 09h14 | atualizado em 10/08/2021 09h50

Delegado Gastão Schefer Neto Foto: Reprodução

O delegado Gastão Schefer Neto, da Polícia Federal do estado do Rio Grande do Sul, foi encontrado morto na segunda-feira (9) dentro de uma sede da corporação, em Caxias do Sul, na serra do Rio Grande do Sul. Aos 48 anos, ele deixa a esposa e três filhas.

A Polícia Federal vai investigar o caso, mas uma das hipóteses é de que Gastão tenha tirado a própria vida. O delegado prestava serviços em Caxias do Sul desde meados do ano. Gastão também buscava espaço na política desde 2014, quando tentou um cargo na Câmara dos Deputados pelo PL. Quatro anos mais tarde, ele tentou novamente, dessa vez pelo PSL, mas não teve êxito.

Em 2018, Gastão participou de uma forte discussão com apoiadores do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, enquanto o petista estava preso em Curitiba. Em 2020, Gastão se tornou chefe de gabinete da Secretaria Nacional de Políticas de Promoção da Igualdade Racial do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, da ministra Damares Alves.

Em nota, o sindicato dos policiais federais manifestou pesar pela morte do delegado. O Sindicato dos Delegados da Polícia Federal no Paraná, estado natal de Gastão, também se posicionou e afirmou que, “neste momento de dor”, solidariza-se “em oração para que Deus conforte o coração de sua família e [de seus] amigos neste momento difícil”.

Leia também1 Blindados militares realizam desfile pelas ruas de Brasília
2 Dias Toffoli nega suspensão de evento com tanques em Brasília
3 Comissão da Câmara aprova PEC que prevê "distritão" e coligações
4 Esposa de pastor comete suicídio e deixa marido com 5 filhos
5 Programa de Sikêra aos domingos deve disputar com Huck

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.