Leia também:
X PGR diz ao STF que Bolsonaro pode bloquear seguidores na web

Crivella vai ao STJ para anular ações de busca e apreensão

Prefeito do Rio de Janeiro teve o celular apreendido em operação

Henrique Gimenes - 11/09/2020 21h03

Prefeito do Rio, Marcelo Crivella Foto: Reprodução

Nesta sexta-feira (11), o prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, recorreu ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) contra uma operação de busca e apreensão realizada em endereços ligados a ele. A operação foi realizada pelo Polícia Civil do Rio de Janeiro e pelo Ministério Público nesta quinta-feira (10).

Um dos itens apreendidos na ação foi o celular de Crivella. A operação ocorreu na casa do prefeito, na Barra da Tijuca, o Palácio da Cidade, em Botafogo, onde Crivella costuma despachar, e a sede administrativa da prefeitura, na Cidade Nova, Região Central do Rio.

Ao acionar o STJ, a defesa de Crivella esperar conseguir anular as ações de busca e apreensão, que ocorreram em um desdobramento da Operação Hades, deflagrada em março, que investiga uma organização criminosa que criou uma espécie de “balcão de negócios” para contratos da Prefeitura do Rio.

Em nota, o prefeito do Rio de Janeiro informou que ” ação durou cerca de uma hora e nada foi encontrado. Considero essa ação injustificada, já que sequer existe denúncia formal e eu não sou réu nesta ou em qualquer outra ação”.

Leia também1 Após pedido de prisão, Cristiane Brasil se apresenta à polícia
2 Bretas será julgado por ir a ato com Bolsonaro e Crivella
3 Em rede social, Marcelo Crivella cobra dívida da Globo
4 Polícia e MP fazem buscas em endereços do prefeito Crivella
5 Crivella é confirmado como candidato à reeleição no Rio

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.