Leia também:
X Bolsonaro faz reunião com ministro por videoconferência

Crivella proíbe, mais uma vez, pedágio na Linha Amarela

Lamsa, que administra a via expressa, recebeu R$ 225 milhões indevidamente

Jade Nunes - 01/02/2019 11h39

Lamsa recebeu R$ 225 milhões de forma indevida Foto: Reprodução

O prefeito do Rio de Janeiro Marcelo Crivella emitiu, na manhã desta sexta-feira (1º), um novo decreto que proíbe a cobrança de pedágio da Linha Amarela, por 19 meses, no sentido da Barra da Tijuca para a Ilha do Fundão. A decisão já está valendo.

De acordo com o chefe de gabinete da prefeitura, Ailton Cardoso, o decreto foi editado porque a Lamsa, concessionária que administra a via expressa, recebeu indevidamente R$ 225 milhões.

– Emitimos um novo decreto para que a decisão da prefeitura continue a mesma: de que haja equilíbrio econômico financeiro no contrato. (Decisão para que) No trecho da Barra da Tijuca até o Fundão, não tenha cobrança de pedágio durante 19 meses. É preciso ressarcir os contribuintes e o município dos R$ 20 milhões a mais nas contas que auditamos – declarou Crivella.

Em dezembro de 2018, o prefeito havia suspendido o pedágio no mesmo sentido, mas a Justiça derrubou a decisão. O acordo previa que a concessionária depositasse os R$ 225 milhões em caução, o que não aconteceu.

Leia também1 Polícia culpa coordenadores de ocupação por desabamento
2 Tragédia de Brumadinho em 100 fotos impressionantes
3 Dr. Bumbum sobre bancária: "Para mim, uma amiga"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.