Leia também:
X Garcia questiona credibilidade de pesquisas após atos do dia 2

Crianças são baleadas enquanto brincavam no Rio de Janeiro

Um dos meninos recebeu alta médica, mas o outro permanece internado

Thamirys Andrade - 04/10/2021 10h30 | atualizado em 04/10/2021 11h08

RJ: crianças são baleadas enquanto brincavam em Duque de Caxias
Vítimas foram levadas ao Hospital Adão Pereira Nunes Foto: Reprodução

Duas crianças brincavam em uma praça de Duque de Caxias, no Rio de Janeiro, quando foram baleadas neste domingo (3). As vítimas foram levadas para o Hospital Adão Pereira Nunes, em Saracuruna. Um dos meninos recebeu alta médica, mas o outro teve de permanecer internado. Com apenas 10 anos, ele foi atingido no quadril.

De acordo com testemunhas, dois homens encapuzados, ainda não identificados, saltaram de um veículo e abriram fogo no local. A polícia também não identificou quem era o alvo dos criminosos.

Em entrevista ao portal G1, Evandro Guimarães, pai da criança hospitalizada, relatou os momentos de desespero que se seguiram aos tiros.

– Ouvimos uns estampidos, vários tiros. Saímos correndo, pois as crianças estavam brincando na praça. E, infelizmente, vieram alguns amiguinhos [delas] correndo […] Um domingo à tarde, com a praça cheia de crianças. Umas [estavam] no pingue-pongue; outras jogando basquete. De repente, você ouve um monte de tiros e vê seu filho lá, baleado. É uma sensação horrível. Que pai nenhum passe por isso, é doloroso! Não tem nenhum lugar seguro no Rio de Janeiro – lamentou Evandro.

Os próprios vizinhos prestaram os primeiros socorros às crianças, e elas foram levadas para o Centro de Referência de Assistência Social (Cras) de Saracuruna. Posteriormente, foram transferidas para o Hospital Adão Pereira Nunes.

Leia também1 Com novos lotes, Brasil chegará a 100 milhões de doses da Pfizer
2 Eduardo Paes confirma Carnaval sem restrição: "Fica até ridículo"
3 Sem vacina, Marinara Costa é barrada em cinema e se revolta
4 Ato contra Bolsonaro na Avenida Paulista teve 8 mil pessoas
5 Idosa é morta ao tentar separar briga entre os filhos, em MG

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.