Leia também:
X Galeão retomará voos para América do Sul em setembro

Criança morre em incêndio em favela de São Paulo

Cerca de 50 barracos foram destruídos pelo fogo

Pleno.News - 29/08/2020 16h25 | atualizado em 29/08/2020 16h28

Criança de 9 anos morreu em incêndio em favela na Zona Leste de SP Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros

Uma criança de 9 anos morreu queimada em um incêndio na favela do Chaparral, na Penha, Zona Leste de São Paulo, na manhã deste sábado (29). Cerca de 50 barracos foram destruídos pelo fogo e o viaduto que fica sob a comunidade ficou interditado.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, o incêndio começou por volta das 7h30. Foram deslocadas 16 viaturas para a comunidade, que fica sob o viaduto General Milton Tavares de Souza. As chamas foram controladas por volta das 9h.

De acordo com a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), há bloqueio total do acesso da Marginal Tietê para o viaduto Milton Tavares de Souza, que dá acesso a avenida Governador Carvalho Pinto.

Segundo a prefeitura, sob gestão Bruno Covas (PSDB), a Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social foi acionada para prestar atendimento às famílias afetadas e aguarda a liberação do local para atender as famílias. A subprefeitura da Penha também está com uma equipe no local para dar o apoio necessário na limpeza.

Uma equipe de engenheiros, segundo a prefeitura, aguardava a liberação da área pelos Bombeiros para avaliar possíveis danos aos viaduto.

As causas do incêndio e a morte da criança serão investigadas pela Polícia Civil. O caso foi registrado no 10º DP (Penha).

*Folhapress

Leia também1 Galeão retomará voos para América do Sul em setembro
2 "Parte dos moradores de rua são preguiçosas", diz Bia Doria
3 Bolsonaro vai a Caldas Novas e volta a ser aclamado pelo povo
4 Incêndio atinge hospital particular em Brasília
5 Bolsonaro aconselha jovem de 16 anos: "Estude e se dedique"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.