Leia também:
X Lira anuncia reunião com líderes sobre reforma administrativa

Criança de 11 anos é apreendida por participar de ataques no AM

Menino recebia R$ 50 para informar aos criminosos sobre a presença de policiais

Paulo Moura - 07/06/2021 11h11 | atualizado em 07/06/2021 12h51

Praça em Manaus foi um dos alvos dos ataques criminosos Foto: Reprodução

Um menino de 11 anos foi apreendido em Manaus, capital do Amazonas, na madrugada desta segunda-feira (7), por colaborar com os traficantes que têm realizados ataques incendiários em diversos veículos e pontos da cidade amazonense. A prisão ocorreu durante uma ação coordenada pela Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM).

De acordo com a polícia, o menino estava agindo como olheiro do crime e recebia R$ 50 para informar os criminosos sobre a presença de policiais. Também na ação da SSP-AM, um traficante conhecido como “Rato” foi preso no bairro Alvorada, zona Centro-Oeste de Manaus.

Com o homem, que atua no comércio de drogas da Zona Centro-Oeste da cidade, os policiais encontraram cerca de 50 trouxinhas de entorpecentes, que estavam escondidas na sua residência. Com duas passagens policiais anteriores por tráfico de drogas, o criminoso também estava participando dos ataques criminosos em Manaus.

ATAQUES DEIXAM CIDADE SEM TRANSPORTE NESTA SEGUNDA
Depois do domingo (6) caótico em Manaus, que viveu um dia de ataques incendiários promovidos por criminosos em retaliação pela morte de um líder do tráfico local, os moradores da capital do Amazonas tiveram de lidar nesta segunda-feira (7) com uma nova manhã sem transporte público.

O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Amazonas (Sinetram) anunciou no domingo que a operação do transporte coletivo ficaria suspensa na manhã desta segunda em Manaus. Ao menos 14 ônibus foram depredados e incendiados durante os ataques, o que motivou o recolhimento da frota.

Segundo o governo do Estado, 14 pessoas que estariam envolvidas nos ataques foram presas. A facção de origem carioca controla o tráfico e os presídios do Amazonas desde janeiro de 2020, após derrotar a rival Família do Norte (FDN), responsável pelos massacres nos presídios de Manaus em 2017 e 2019.

Leia também1 Em meio a ataques, Manaus tem nova manhã sem transporte
2 Em Manaus, 14 são presos suspeitos de ataques criminosos
3 Agência bancária é incendiada em dia de atentados em Manaus
4 Manaus amanhece com pelo menos 17 veículos incendiados
5 Argentina quer iniciar produção da Sputnik V na próxima semana

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.