Leia também:
X TCU suspende auditor que fez relatório sobre mortes por Covid

Com mais de 50 filhos, Flordelis não teve visitas no 1º mês presa

Deputada passa boa parte do tempo na biblioteca e participa de cultos com outras detentas, afirma advogada

Thamirys Andrade - 13/09/2021 12h39 | atualizado em 13/09/2021 12h55

flordelis e filhos
Flordelis ao lado dos filhos Foto: Divulgação | BBC

A ex-deputada federal Flordelis não recebeu visitas durante seu primeiro mês presa na penitenciária Talavera Bruce, no complexo de Gericinó, Rio de Janeiro. A ex-parlamentar foi detida no dia 13 de agosto, acusada de mandar matar o marido, o pastor Anderson do Carmo, com quem tinha mais de 50 filhos adotivos.

Segundo informações do jornal Extra, quatro pessoas solicitaram cadastro para visitar Flordelis, mas dois pedidos já foram negados, porque não houve comprovação de laço de parentesco. As outras duas solicitações estão em avaliação.

De acordo com a defesa, Flordelis ocupa uma cela para pessoas com comorbidade, pois faz uso de medicação controlada por sequelas de um acidente vascular cerebral (AVC).

A advogada, Janira Rocha, afirma que a pastora passa grande parte de seu tempo na biblioteca, lendo obras religiosas e de Ciência Política. Ela também participa de cultos com outras presas dentro da cadeia, mas não conduz as cerimônias.

– São cultos coletivos, pequenos, onde todas oram. Não dá para dizer que ela está pastoreando na cadeia. Mas há um assédio das outras presas nesse sentido – explicou Janira ao jornal Extra.

Flordelis aguarda o julgamento de um habeas corpus no Tribunal de Justiça do Rio. Ela nega ter participado do crime que vitimou o marido. Por determinação da Justiça, será submetida a júri popular junto de outros nove acusados.

Leia também1 TCU suspende auditor que fez relatório sobre mortes por Covid
2 Homem que deu tapa em Macron é solto: "Não me arrependo"
3 Justiça arquiva acusação contra Lula por tráfico de influência
4 Mourão sobre atos do MBL: Muito aquém do que podia se esperar
5 Frota propõe uma CPI da Facada: 'Bolsonaro aproveitou a situação'

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.