Leia também:
X Datena faz “afago” em Boulos: “É meu amigo e não é comunista”

Chamada de advogada de bandido, Deolane fala sobre PCC

Viúva de MC Kevin disse que gosta de "advogar para os clientes grandes"

Thamirys Andrade - 17/05/2022 16h21 | atualizado em 19/05/2022 10h42

Deolane Bezerra Foto: Leo Franco / AgNews

A viúva de MC Kevin, Deolane Bezerra, se pronunciou sobre as especulações envolvendo seu trabalho como advogada criminalista e a facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital). Em entrevista ao portal UOL, ela não negou que advogue para membros da organização, mas destacou que trabalha para “pessoas e não para uma facção”. Ela ainda afirmou que prefere os clientes “grandes”.

– Um advogado criminalista em São Paulo não tem como afirmar que nunca advogou para um membro do PCC, a não ser que você advogue para clientes baixos. Eu prefiro os grandes, que me pagam bem. Não tem como ser hipócrita. Atendo uma pessoa que supostamente pertence a uma organização – disse ao colunista Lucas Pasin.

Deolane ainda afirmou que “advogados criminalistas sofrem inúmeros preconceitos”.

– O advogado criminalista sofre inúmeros preconceitos. O médico, quando opera bandido, não pergunta a ele se é um bandido. O engenheiro, quando constrói uma casa, não pergunta a profissão. Do mesmo jeito é o advogado criminalista. Ele não defende o bandido ou a pessoa, defende a lei. Nós defendemos a lei.

A influenciadora também revelou quanto, em média, cobra para defender seus clientes.

– Depende de quem é o cliente. Se é o funcionário ou patrão. Vou dar um exemplo de tráfico de drogas. Existe o menino que fica ali na esquina vendendo e tem o cara que traz de fora e abastece 500 toneladas. Esse vai perder comigo R$ 500 mil. O que está na esquina vai perder R$ 20 mil, porque ele não tem dinheiro. [Depende] do valor da causa. Se o advogado criminalista falar que não cobra assim, ele está mentindo. Não tem como cobrar o mesmo valor em um roubo de celular e um roubo de banco – pontuou.

BOLSONARO
Deolane ainda afirmou ter ficado “surpresa” ao ser ironizada pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) após postar fotos com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no fim do mês de abril. À época, Bolsonaro lembrou das falas da influenciadora dizendo que gostava de “advogar para bandido” e apontou que o petista e Deolane eram “feitos um para o outro”.

Em resposta, a viúva de MC Kevin contou que apoia Lula há anos e disse que se sentiu “lisonjeada” por “incomodar” o atual presidente da República.

– Sou a favor da inclusão social e, por isso, a minha opinião política não poderia ser diferente. Não sei por que uma simples advogada de bandido, como o presidente me chamou, o incomodou tanto. Me senti lisonjeada. Estou “estouradaça”! Incomodar o presidente com uma simples foto? Acho que ficou feio pra ele e não pra mim – declarou.

Leia também1 Juíza é encontrada morta dentro de veículo em estacionamento
2 Namorada de ator morto se manifesta após pai ser preso
3 Joelma cogita processo que poderá levar Ximbinha à prisão
4 Malta diz que Xuxa perdeu recurso em ação contra ele
5 Alok chora com desabafo de mãe que perdeu filho, que era seu fã

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.