Leia também:
X Hospital federal no Rio confirma segunda morte após incêndio

Caso de racismo: Cliente proíbe entrada de motoboy negro

Relato repercutiu nas redes sociais e deve ser levado à polícia

Pierre Borges - 27/10/2020 17h19 | atualizado em 27/10/2020 17h20

A gerente de uma hamburgueria, Ana Carolina Gomes, publicou nas redes sociais uma denúncia de racismo presenciada no estabelecimento onde trabalha. Após solicitar um lanche via aplicativo, uma cliente impediu a entrada do motoboy no condomínio onde mora. O motivo da recusa foi a cor da pele do entregador.

O caso aconteceu no último domingo (25) em Goiânia. A gerente entrou em contato com a moradora de um condomínio de luxo, via mensagem, para solicitar mais detalhes sobre o endereço de entrega. A cliente então teria solicitado a troca do motoboy por um branco.

– Esse preto não vai entrar no meu condomínio. Mandar outro motoboy que seja branco – afirmou a moradora que não foi identificada.

Após a recusa do estabelecimento, a cliente continuou:

– Eu não vou permitir esse macaco – insistiu.

Quando a gerente do estabelecimento cancelou o pedido, a mulher respondeu:

– Adeus. Não uso restaurante judaico.

O entregador Elson Oliveira, de 39 anos e com 12 de profissão, afirmou nunca ter passado por uma situação como essa.

– Tem muitos meios de comunicação que falam sobre isso, a pessoa vê e ainda continua com esses atos. Isso pra mim é uma coisa muito triste – lamentou o motoboy que, segundo o dono da hamburgueria, ficou triste o resto da noite.

O aplicativo Ifood informou que identificou a autora das mensagens racistas e baniu sua conta do aplicativo.

Segundo o dono da hamburgueria, o nome da cliente não foi divulgado, pois ele espera que as investigações apontem se ela foi realmente a autora das mensagens, ou se outra pessoa teria as escrito para prejudica-la.

No dia 7 de agosto, outro caso de racismo contra um motoboy foi registrado, em São Paulo. Na ocasião, um morador branco de um condomínio de alto padrão em Valinhos afirmou em vídeo que o motoboy teria inveja da cor da sua cor de pele.

Leia também1 Homem faz ataques racistas a entregador em condomínio
2 Para evitar racismo, marca de arroz mudará nome e logotipo
3 Mulher é detida ao gritar ofensas racistas: "Odeio a raça negra"
4 Homem pede R$ 800 mil de Maju e da Globo por falsa acusação
5 Justiça do Trabalho quer anular ação contra trainee do Magalu

WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.