Leia também:
X Senadores assinam manifesto pelo impeachment de Gilmar

Caso Daniel: Justiça volta a ouvir testemunhas do caso

Mais de 40 pessoas prestarão esclarecimentos sobre o homicídio do jogador

Camille Dornelles - 01/04/2019 11h08

Jogador Daniel Corrêa foi encontrado morto em matagal no PR Foto: Reprodução Instagram

Nesta segunda-feira (1º), a Justiça do Paraná recomeça as audiências com testemunhas do caso Daniel. Cerca de 40 pessoas, entre defesa e condenação, prestarão esclarecimentos nesta semana. As primeiras foram ouvidas em fevereiro.

A Justiça investiga o real envolvimento dos suspeitos pela morte do jogador de futebol Daniel Correa. São acusados: Edison Luiz Brittes Júnior, Cristiana Rodrigues Brittes, Allana Emilly Brittes, Eduardo Henrique Ribeiro da Silva, Ygor King, David Willian Vollero Silva e Evellyn Brisola Perusso.

O processo tem o intuito de decidir se o caso irá a júri popular. Eles respondem pelo assassinato do jogador de futebol de 24 anos.

RELEMBRE
O crime aconteceu no dia 27 de outubro de 2018, em São José dos Pinhais, interior do Paraná. A primeira investigação indicou que Daniel morreu após ter sido submetido a uma série de espancamentos na casa dos Brittes. Edison Brittes assumiu a autoria do crime, e disse que o fez porque Daniel estava tentando estuprar sua esposa.

Posteriormente, porém, investigadores constataram que a causa da morte foi degola parcial do jogador e que aconteceu fora da residência. Além disso, o delegado Amadeu Trevisan disse que não houve tentativa de estupro por parte de Daniel contra Cristiana.

Cristiana Brittes, esposa de Edison, responde pelos crimes de homicídio qualificado por motivo torpe, coação do curso de processo, fraude processual e corrupção de menor.

Leia também1 Caso Daniel: Justiça ouve dez testemunhas de acusação
2 Testemunhas dão detalhes sobre morte do jogador Daniel
3 Bolsonaro expressa pesar à família de PM assassinado

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.