Carrefour pagará indenização para cuidados a animais

Rede terá que depositar R$ 1 milhão em fundo administrado pela Prefeitura de Osasco

Pleno.News - 15/03/2019 17h05

Cachorro espancado no Carrefour, em novembro de 2018 Foto: Reprodução

Nesta sexta-feira (15), o Ministério Público de São Paulo publicou o termo de compromisso no qual o supermercado Carrefour e a Prefeitura de Osasco assumem responsabilidade pelo espancamento e morte de um cachorro. O caso aconteceu em novembro do ano passado, quando um segurança da rede agrediu o animal com uma barra de ferro.

O Carrefour terá que fazer um depósito de R$ 1 milhão em um fundo administrado pelo município paulista, que será voltado para cuidados de animais. A partir da data do termo, considerando a criação do fundo, o supermercado terá 15 dias para liberar o valor da indenização.

Do total da quantia, R$ 500 mil serão empregados na esterilização de gatos e cachorros. Outra parte, R$ 350 mil, irá para os medicamentos para animais do Hospital Municipal Veterinário ou que estejam no canil municipal. Os R$ 150 mil restantes ajudarão na compra e entrega de ração para associações, ONGs e outras entidades de cuidado aos animais da cidade.

Se houver atraso, o supermercado terá multa de R$ 1 mil por dia. A prefeitura também será acompanhada a fim de que não haja irregularidades na administração do dinheiro.

Leia, abaixo, a nota oficial do Carrefour:

O Carrefour informa que firmou acordo com o Ministério Público do Estado de São Paulo e Município de Osasco em prol da causa animal, após episódio ocorrido em sua loja de Osasco (SP), no ano passado. A partir do seu compromisso e transparência com toda a sociedade, a empresa irá reverter R$ 1 milhão a fundo ligado à causa, que será criado pelo município, sendo R$ 500 mil destinados para a castração de cães e gatos, R$ 350 mil à compra de medicamentos para o Hospital Municipal Veterinário ou canil municipal e R$ 150 mil à compra de ração para associações, ONGs e demais entidades na cidade. O acordo, que será remetido ao Conselho Superior do Ministério Público para homologação, prevê que a Promotoria de Justiça de Osasco será responsável pelo acompanhamento e fiscalização quanto ao cumprimento do acordo. O Carrefour reforça ainda que já implementa extenso plano de ação em prol da causa animal, estruturado com o apoio de diversas ONGs e entidades, com ações concretas em curso na cidade de Osasco e no país. As informações estão disponíveis no canal criado exclusivamente para informar a sociedade sobre essas e outras iniciativas: carrefour.com.br/causa-animal.

LEIA TAMBÉM+ Raquel Dodge condena tiroteio em escola pública de Suzano
+ 3º suspeito revela que dupla "queria matar pelo menos 50"
+ PL quer que alunos leiam Bíblia em escolas municipais


Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo