Leia também:
X Menos rico? Lula declara bens ao TSE em valor inferior ao de 2018

Campeão mundial de jiu-jítsu, Leandro Lo é assassinado em SP

Atleta foi baleado na cabeça e teve morte cerebral declarada

Monique Mello - 07/08/2022 12h07 | atualizado em 08/08/2022 11h06

Leandro Lo foi campeão mundial oito vezes Foto: Reprodução/Instagram

O campeão mundial de jiu-jítsu Leandro Pereira do Nascimento Lo, de 32 anos, foi baleado durante uma festa no Clube Sírio, em Indianópolis, na Zona Sul de São Paulo, na madrugada deste domingo (7). A morte cerebral foi declarada por médicos do Hospital Municipal Saboya, para onde o atleta foi levado.

Leandro foi baleado na cabeça após tentar imobilizar um homem que o provocou durante a festa. Segundo informou ao G1 Ivã Siqueira Junior, advogado da família de Leandro, uma testemunha contou que a discussão começou quando o homem pegou uma garrada da mesa do atleta.

– Ele chegou, pegou uma garrafa de bebida da nossa mesa. O Lo apenas o imobilizou para acalmar. Ele deu quatro ou cinco passos e atirou – disse a testemunha, que pediu para não ser identificada.

Ainda de acordo com a testemunha, após o atleta cair, o atirador o agrediu com mais dois chutes. Leandro foi socorrido e levado ao Hospital Municipal Saboya, no Jabaquara, também na Zona Sul de São Paulo.

O autor do disparo já foi identificado pela Polícia, mas está foragido.

Campeão mundial de jiu-jítsu oito vezes, Leandro Lo embarcaria para mais um campeonato na próxima semana.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por BJJ STARS (@bjjstarsoficial)

Leia também1 Cônsul alemão é preso suspeito de matar companheiro
2 Confusão: Show de Henrique e Juliano tem briga generalizada
3 Bruno Krupp será transferido para UPA de presídio
4 Emoção: Neymar faz gol e presta homenagem a Jô Soares
5 PF prende três suspeitos de ocultar corpos de Dom e Bruno

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.