Leia também:
X Davati nega que Dominguetti seja seu representante no Brasil

Câmara de Vereadores do RJ cassa o mandato de Jairinho

Ele está preso acusado da morte do enteado, Henry Borel

Pleno.News - 30/06/2021 20h16 | atualizado em 30/06/2021 20h20

Vereador Dr. Jairinho Foto: Renan Olaz/Câmara Municipal do Rio de Janeiro

Nesta quarta-feira (30), a Câmara de Vereador do Rio de Janeiro votou e decidiu pela cassação do mandato de Jairo Souza Santos Júnior, o Dr. Jairinho. Ele foi preso por ser acusado de matar o menino Henry Borel, filho de sua namorada, a professora Monique Medeiros, que também está presa acusada do crime.

O placar final ficou em 49 votos pelas cassação e nenhum voto pela manutenção do mandato. Houve ainda uma abstenção.

Com a decisão, o suplente de Jairinho irá assumir a vaga de vereador. Marcelo Diniz, do Solidariedade, deve assumir o posto assim que for chamado pela Câmara.

O agora ex-vereador está preso no complexo de Gericinó, em Bangu, no Rio de Janeiro. Ele responde por homicídio triplamente qualificado.

Leia também1 RJ: Conselho de Ética da Câmara decide pela cassação de Jairinho
2 Conselho de Ética da Câmara do Rio decide hoje sobre Jairinho
3 Dr. Jairinho pede absolvição à Câmara: 'Pai carinhoso e amado'
4 Relator do processo de Jairinho pede cassação do vereador
5 Dr. Jairinho é indiciado por violência contra ex-namorada

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.