Leia também:
X Aras defende aliados de Bolsonaro bloqueados na web

Buscas em Brumadinho retornam no dia 27 de agosto

270 pessoas morreram na tragédia em Minas Gerais

Rafael Ramos - 10/08/2020 16h19

O Corpo de Bombeiros de Minas Gerais vai retomar as buscas pelas vítimas restantes do desmoronamento em Brumadinho a partir do dia 27 de agosto. O desmoronamento da barragem da Mina Córrego do Feijão completou um ano no dia 25 de janeiro de 2019.

No total, 270 pessoas morreram na tragédia. Devido à pandemia do novo coronavírus, os trabalhos foram paralisados no dia 21 de março de 2020. Os bombeiros usarão máscaras e óculos de proteção, além de ter que higienizar os equipamentos com álcool 70% e usar álcool gel nas mãos a cada duas horas.

A expectativa é conseguir encontrar os corpos restantes até novembro, antes do período de chuvas na região. As equipes vão priorizar uma área situada abaixo da pousada Nova Estância, que desapareceu sob a lama, e outra na estrada Remanso 1, que foi construída para facilitar as primeiras buscas e agora foi destruída por causa da possibilidade de terem corpos sob ela.

Dentre os mortos ainda não localizados está o casal Maria de Lurdes da Costa Bueno, de 59 anos, e Adriano Ribeiro da Silva, de 61. Os dois estavam na Pousada Nova Estância quando a tragédia aconteceu. Os dois filhos de Adriano e a nora, grávida de 5 meses, também estão entre as vítimas.

Renato Eustáquio de Souza, de 31 anos; Tiago Tadeu Mendes da Silva, de 34; Juliana Creizimar de Rezende Silva, de 33; Cristiane Antunes Campos, de 34; Lecilda de Oliveira, de 49; Angelita Cristiane Freitas de Assis, de 38; Luis Felipe Alves, de 30; Nathália de Oliveira Porto Araújo, de 25; Olímpio Gomes Pinto, de 57, e Uberlândio Antonio da Silva, de 54, completam a lista.

Leia também1 Explosão na Rússia deixa pelo menos 13 pessoas feridas
2 Vazamento de mil toneladas de óleo atinge Ilhas Maurício
3 Médico faz relato emocionante antes de morrer por Covid-19
4 Premiê do Líbano renuncia ao cargo após tragédia no país
5 Anvisa aprova segunda dose de teste da vacina de Oxford

WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.