Leia também:
X Bolsonaro recebe convite de Joe Biden para Cúpula das Américas

Bebê com suspeita de hepatite aguda misteriosa morre no RN

Informação foi confirmada pela secretária de Saúde de Mossoró

Thamirys Andrade - 24/05/2022 16h56 | atualizado em 24/05/2022 17h19

Criança foi internada no Hospital Wilson Rosado Foto: Pixabay

A Secretaria de Saúde de Mossoró, no Rio Grande do Norte, confirmou a morte do primeiro paciente com suspeita de hepatite aguda de causa desconhecida no estado. Trata-se de uma menina de 4 meses, que foi internada no Hospital Wilson Rosado no último dia 8 e veio a óbito no dia 17 de maio.

De acordo com informações da secretária de Saúde da cidade, Morgana Dantas, a bebê, sofria de sintomas como desconfortos respiratório, dispneia, tosse, febre e pneumonia. Ela ainda tinha síndrome de Down, lesão renal e cardiopatia congênita.

– Aguardamos ainda resultados de exames para fechar o diagnóstico. Mas é muito cedo falar em uma hepatite misteriosa ou hepatite de etiologia desconhecida – declarou Dantas ao portal G1.

O laudo informando se o bebê de fato sofria da doença em questão deve ser concluído ainda nesta terça-feira (24), segundo comunicou a Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap).

Até o momento, há 64 casos suspeitos da hepatite misteriosa no país, a maioria deles em São Paulo (24), Minas Gerais (8) e Rio Grande do Sul (5), conforme dados do Ministério da Saúde.

Também há casos em investigação em Pernambuco (5), Rio de Janeiro (4), Mato Grosso do Sul (3), Santa Catarina (3), Ceará (2), Espírito Santo (2), Goiás (2), Paraná (2), Maranhão (1), Paraíba (1), Rondônia (1) e no Rio Grande do Norte (1).

Leia também1 Anvisa sugere distanciamento para adiar a chegada da varíola
2 Cresce suspeita de elo entre vírus de hepatite e Covid-19
3 Argentina notifica 1° caso suspeito de varíola do macaco
4 Varíola dos macacos: OMS espera surgimento de mais casos
5 OMS relata 131 casos de varíola dos macacos no mundo

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.