Caixa: Bandidos pedem dados de clientes para roubar FGTS

Golpe está sendo aplicado através de aplicativos de mensagens

Pleno.News - 18/09/2019 10h19

Bandidos estão usando saques do FGTS para aplicar golpes Foto: Agência Brasil

O saque do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), que acontece desde o último dia 13 de setembro, foi uma ótima notícia para os brasileiros, mas os saques também despertam preocupação com o surgimento de diversos golpes com o intuito de roubar esses valores.

A mais nova fraude envolve a descoberta dos locais de saque para concretizar o crime, que funciona da seguinte forma: Criminosos entram em contato com a vítima pelo WhatsApp e fingem ser do banco. O objetivo é realizar um pré-cadastro de recebimento do dinheiro. Sabendo dia, hora e local da visita à instituição, o bandido aborda a vítima para roubar o valor sacado.

Em um outro método, os golpistas entram em contato com o cliente e se passam por funcionários das centrais de cartões do banco. Assim, conseguem obter senhas e números do Cartão Cidadão. O cartão é usado pelos clientes para o saque do valor nas unidades lotéricas, em terminais de autoatendimento ou correspondentes Caixa Aqui.

O banco faz um alerta aos clientes para que não acreditem em mensagens enviadas por qualquer aplicativo, já que a instituição não utiliza redes sociais ou e-mails para comunicação sobre saques das contas vinculadas do FGTS, não pede senhas, dados, informações pessoais, confirmação do uso de dispositivos ou o acesso à conta.

LEIA TAMBÉM+ Caixa faz 12 mi de transações no primeiro sábado após FGTS
+ FGTS: Saques de até R$ 500 começam nesta sexta-feira
+ Caixa estende funcionamento de agências por saque do FGTS


Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo