Leia também:
X Cristiane Brasil questiona STF sobre suspensão de posse

Atropelador de Copacabana entrega passaporte à polícia

Autoridades receberam informação de que Antonio Anaquim tinha passaporte português

Gabriela Doria - 31/01/2018 17h09 | atualizado em 31/01/2018 17h56

O motorista responsável por atropelar 18 pessoas e matar um bebê, na praia de Copacabana, entregou o passaporte à Polícia Civil do Rio de Janeiro nesta terça-feira (31). O documento foi entregue pelo advogado do suspeito. As autoridades determinaram a apreensão do documento após receberem a informação de que Antonio Anaquim tinha um passaporte português e cogitava sair do país.

A defesa do motorista afirmou que é “absurda” a possibilidade de Antonio sair do país. Segundo o advogado do suspeito, o documento de Antonio estava vencido desde o dia 16 de março do ano passado, e desde então ele não teria feito nenhuma tentativa para renovar o passaporte.

Antonio Anaquim responderá em liberdade por homicídio culposo. Ele dirigia com a carteira suspensa quando invadiu o calçadão de Copacabana e atropelou 18 pedestres, na noite do último dia 18. Um bebê morreu no acidente. O motorista alegou que teve um surto de epilepsia enquanto dirigia.

Leia também1 'Quero dizer que não sou assassino', diz motorista
2 Bebê de oito meses morre após acidente em Copacabana
3 Carro desgovernado atropela pessoas em Copacabana

Siga-nos nas nossas redes!
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.