CORONAVÍRUS
- Tudo o que você precisa saber
-->
Leia também:
X Esquerda caviar: Dilma viaja o mundo de primeira classe

Apreensões de cocaína em portos crescem 50% em 2019

Receita Federal apontou que treinamento de agentes é um dos fatores responsáveis pelo aumento

Paulo Moura - 18/11/2019 09h08 | atualizado em 18/11/2019 09h41

Apreensão de cocaína cresceu nos portos brasileiros Foto: Divulgação/PF

As apreensões de cocaína nos portos brasileiros cresceram no período de janeiro a outubro de 2019 em comparação ao último ano. Nos dez meses deste ano foram 47,1 toneladas apreendidas contra 31,5 toneladas no ano inteiro de 2018, um aumento de 50%. Os dados são da Receita Federal.

De acordo com a Receita, os principais destinos do entorpecente eram os portos da Holanda, França e Bélgica. Investigações apontam que o disfarce da droga é feito por trabalhadores que, subornados por traficantes, rompem os lacres e escondem a cocaína nos contêineres sem o conhecimento das empresas donas das cargas originais, principalmente café e produtos químicos.

Para a Receita Federal, o aumento nas apreensões tem relação com o treinamento dos agentes que estão preparados para identificar os carregamentos. A maioria dos portos também conta com equipamentos de raio-x que identificam cargas suspeitas dentro dos contêineres.

– Todos esses detalhes, como feito, como eles pegaram, como chegaram a essa droga é repassado para as equipes de vigilância e também para o escritório de inteligência – afirma Gerson Faucz, delegado da Receita Federal.

O trabalho da polícia, porém, precisa estar em constante modernização, já que muitos traficantes frequentemente alteram o modo de envio e os destinos para onde são enviadas as drogas.

– A polícia tem que estar sempre se adequando ao estilo dos criminosos e buscando sempre a identificação deles da forma mais rápido possível – explica Luciano Flores, superintendente regional da Polícia Federal (PF).

Leia também1 Famosos lamentam mortes em queda de jatinho na Bahia
2 Prefeitura volta atrás e nega morte de 5º morador de rua
3 Doria se reúne com F1 para manter circuito em São Paulo

Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo