Leia também:
X Bolsonaro conversa com Rica Perrone, no podcast Cara a Tapa

Após decisão judicial, Guaranho dá entrada em penitenciária

Policial penal foi levado para o Complexo Médico Penal, em Pinhais

Paulo Moura - 13/08/2022 12h15

Jorge Guaranho Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal

O policial penal Jorge Guaranho, réu pela morte do tesoureiro Marcelo Arruda, ocorrida no último dia 9 de julho em Foz do Iguaçu, no Paraná, deu entrada no Complexo Médico Penal (CMP) em Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, por volta das 2h50 deste sábado (13).

A ida de Guaranho para o presídio aconteceu após a Justiça revogar, na sexta-feira (12), a prisão domiciliar do policial e determinar que ele fosse transferido para CMP de Pinhais.

Na última quarta (10), quando Guaranho recebeu alta do hospital em que ele estava após ser atingido durante a troca de tiros que resultou na morte de Marcelo, ele deveria ser transferido para o CMP. No entanto, um ofício do próprio Complexo disse que o local não tinha estrutura para atender as necessidades médicas que ele precisaria.

Diante disso, o juiz Gustavo Germano Francisco Arguello, da 3ª Vara Criminal de Foz do Iguaçu, determinou que Guaranho fosse para prisão domiciliar. No entanto, a Secretaria de Segurança do Paraná disse ter “plenas condições estruturais e humanas” de manter a segurança do policial, o que fez com o que o magistrado revogasse a domiciliar.

A defesa de Guaranho, no entanto, afirma que a prisão dele é “ilegal e desumana” e afirma que só deve ser colocado em prisão preventiva o réu “representa um risco à sociedade ou pode fugir ou atrapalhar a produção das provas”, o que segundo a defesa não se configura no caso do policial.

Leia também1 Bolsonaro conversa com Rica Perrone, no podcast Cara a Tapa
2 Com fake news sobre Bolsonaro, Felipe Neto ataca Gloria Perez
3 Escritor Salman Rushdie pode perder um olho após atentado
4 Após aumento no STF, Congresso também mira reajuste salarial
5 Novo aliado de Lula, Janones critica "bolha" da esquerda

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.