Leia também:
X Elevador com 11 pessoas cai em Maceió e deixa três feridos

Após atentados, Dino promete melhorar presídios no RN

Ministro viajou até o estado e anunciou medidas para conter a crise

Pleno.News - 20/03/2023 12h30 | atualizado em 20/03/2023 16h54

Ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

Após sua chegada ao Rio Grande do Norte neste domingo (19), o ministro da Justiça, Flávio Dino, anunciou que investirá em melhorias estruturais nos presídios, em meio aos atentados de facções no estado. Essa é uma das principais reinvindicações dos grupos criminosos que têm causado terror no estado potiguar.

Além da reestruturação do sistema penitenciário, o ministro também prometeu mais armas e viaturas aos policiais.

– O sentido principal desta visita, além da dimensão da crise, é nós dimensionarmos apoio financeiro ao Rio Grande do Norte, para que sejam compradas mais viaturas, sejam comprados mais armamentos e para que nós tenhamos uma reestruturação do sistema penitenciário aqui no Rio Grande do Norte, com investimentos em estrutura física. Abrangendo reformas no sistema penitenciário hoje existente, e também a construção de novas unidades – declarou Dino.

O ministro afirmou que o valor ainda será anunciado, e que o investimento não precisará de aprovação, pois sairá do orçamento do próprio Ministério da Justiça.

Desde a última terça-feira (14), foram registradas 273 atentados no estado, que tem contado com a Força Nacional para conter os ataques.

Os criminosos possuem uma lista de exigências para acabar com os ataques, entre elas, uma visita por semana nos presídios, visitas íntimas de 15 em 15 dias, banho de sol, alimentação melhor, televisão e luz nas celas.

Leia também1 Casal que se "alimenta de luz do sol" é preso após bebê morrer
2 Após ordem de prisão de Putin, Rússia processa membros do TPI
3 Xi Jinping desembarca na Rússia para encontro com Putin
4 Putin elogia papel da China na resolução do conflito; saiba mais
5 Startup defende que beber café é racismo: "Supremacia branca"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Canal
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.