Leia também:
X Em 2022, PT venceu 10 estados a menos do que 1° turno de 2002

Apoiador de Lula mata amigo bolsonarista após discussão

Caso aconteceu em Itanhaém, no litoral de São Paulo

Pleno.News - 05/10/2022 12h05 | atualizado em 05/10/2022 12h58

Apoiador de Lula mata amigo bolsonarista após discussão (Imagem ilustrativa) Foto: Pixabay

Um homem foi preso em flagrante após matar um amigo a facadas durante uma discussão provocada por discordância política, em Itanhaém, no litoral de São Paulo. O caso foi divulgado nesta quarta-feira (5) pela Polícia Militar (PM), que apontou que o suspeito é apoiador do ex-presidente Lula (PT). As informações são do portal G1.

Ainda de acordo com a PM, a vítima era um apoiador do presidente Jair Bolsonaro (PL). O crime aconteceu nesta terça-feira (4).

O suspeito foi identificado como Luis Antônio Ferreira da Silva, de 42 anos. Ele confessou o crime e contou ainda que, há 5 anos, morava junto com a vítima, José Roberto Gomes Mendes, de 52 anos.

O corpo do apoiador de Bolsonaro foi encontrado no chão do local, com oito ferimentos de faca espalhados pelo rosto, costas e pescoço. A vítima também usava uma camiseta com a foto do presidente da República.

O autor das facadas disse, durante depoimento, que a discussão começou quando o amigo dele disse que “todo petista era ladrão”. Ele afirmou que a vítima chegou a atirar uma panela em sua direção e pegou uma faca para atacá-lo. Os dois iniciaram uma luta corporal. Luis Antônio contou que tomou a faca e golpeou José Roberto.

No Boletim de Ocorrência na Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Itanhaém (SP), consta que os “motivos e quantidades de facadas descartam, por ora, o eventual reconhecimento de legítima defesa” por parte de Luis Antônio.

O autor das facadas foi levado para a Cadeia Pública de Peruíbe, no litoral de São Paulo.

Leia também1 SP: Rodrigo Maia pede demissão após Garcia apoiar Bolsonaro
2 Mulher cai em golpe de 'namoro' com ator e aciona Justiça
3 Julgamento de Flordelis é antecipado em razão da Copa
4 Vara criminal que julga caso Flordelis muda promotor
5 IBGE prorroga coleta do Censo 2022 até dezembro

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.