Leia também:
X Helicóptero do Ibama cai no Pantanal e piloto morre

Ao lado de Paes, governador do Rio anuncia testagem em massa

Os dois descartaram medidas extremas de isolamento

Gabriela Doria - 01/12/2020 17h52

Governador em exercício do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, e prefeito eleito, Eduardo Paes
Governador em exercício do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, e prefeito eleito, Eduardo Paes, deram entrevista coletiva Foto: Fotos Públicas/Phillipe Lima

O governador em exercício do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, informou, nesta terça-feira (1º), que o estado passará a fazer testagem em massa da população a partir da próxima quinta (3). O anúncio foi feito em coletiva de imprensa ao lado do prefeito eleito Eduardo Paes, no Palácio Guanabara.

– A Secretaria de Saúde começa, na quinta-feira, a testagem em massa com Rio, Baixada e São Gonçalo. E tudo com PCR, sem teste rápido. Os shoppings voltaram a melhorar a questão de fiscalização. Bares e restaurantes também. Estamos fazendo o possível. Fiscalizando, aumentando o número de leitos – apontou Castro.

Castro também se mostrou confiante de que o governo federal irá adquirir as vacinas contra a Covid-19 e distribuí-las entre os estados.

– O que o Ministério da Saúde conversou conosco foi que essa compra (da vacina) será feita pelo Ministério e será distribuída entre os estados. Eu, sinceramente, duvido muito que os estados comprarão a vacina. Essa vacina, assim que for aprovada pela Anvisa, todo o encaminhamento é que o Governo Federal, através do Plano Nacional de Imunização, faça essa compra e distribua. E os estados, com o auxílio do município, vão tratar da questão de logística e de aplicar isso na população – indicou.

Mesmo diante do aumento dos casos e mortes por Covid-19, tanto Castro quanto Eduardo Paes descartaram a possibilidade da adoção de medidas extremas de isolamento, como o lockdown.

– Discutimos a questão da covid-19. É um tema que nos aflige. Nosso futuro de secretário de Saúde já se encontrou com o governador. Os times vão trabalhar entrosados. Existe um conjunto de restrições que a gente precisa fiscalizar para que essas possam ser cumpridas, a população precisa colaborar conosco. Não há lockdown, não há quarentena, mas as pessoas precisam se cuidar – alertou Paes.

Leia também1 Paes diz que não fará lockdown no Rio: "Medida desnecessária"
2 Paes apresenta 10 metas para combate à pandemia no Rio
3 Em meio a impeachment, Witzel se batiza em igreja evangélica
4 Após ato de Doria em SP, Ibaneis também decreta restrições no DF
5 Marieta Severo pega Covid-19 após retornar aos estúdios Globo

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.