Leia também:
X “Pai da urna eletrônica” diz que militares “perderam a chance”

Amiga de Flordelis treinou testemunhas para não acusá-la

A informação foi dada em depoimento pela neta da ex-deputada

Pleno.News - 10/11/2022 18h31 | atualizado em 11/11/2022 19h21

Nesta quinta-feira (10), a neta da ex-deputada Flordelis, Rebeca Vitória Rangel Silva, afirmou em depoimento que Paula Neves Magalhães de Barros, amiga e braço direito da avó, simulou a coleta de depoimentos de testemunhas do processo para instruí-las a não acusar a ex-parlamentar.

De acordo com Rebeca, segunda testemunha de acusação ouvida neste quarto dia de julgamento na comarca de Niterói do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ), Paula do Vôlei, como é conhecida, procurou os filhos e netos de Flordelis para submetê-los a perguntas.

– Ela sentava com a gente e simulava que ela era a delegada. Se a gente falasse algo sobre a Flordelis, ela dizia que não. Ela fazia a nossa cabeça para chegar na DH (Delegacia de Homicídios) e não acusar a Flordelis. Se eu falasse que a Flordelis era a mandante do crime, ela cortava – afirmou.

VERSÃO PAULA DO VÔLEI

Paula do Vôlei é ex-atleta, psicóloga e pastora da Assembleia de Deus Cidade Nova. Em contato com a reportagem do Pleno.News ela deu sua versão dos fatos.

“Eu conheci a família após o crime, estava jogando na Europa e retornei ao Brasil no mês de outubro de 2019. Quando cheguei ao Brasil um dos assessores da ex-deputada Flordelis me convidou para ajudá-los. Já havia passado todos os depoimentos em sede policial. Nunca preparei ninguém para depoimento algum.

As declarações mentirosas da Raquel e da Rebecca, que foram orientadas pela acusação, visa descontrair ainda mais a imagem da ex-deputada Flordelis e trazer prejuízos aos depoimentos de defesa.

Jamais usaria o exercício da minha profissão de uma forma que trouxesse prejuízo à elucidação da verdade em qualquer tipo de processo.

Com toda certeza vou processar as pessoas que fizeram esses tipos de declarações com intuito de difamar e descredenciar a minha conduta como pessoa e profissional”.

Leia também1 Flordelis: Quatro testemunhas depõem no 3° dia de julgamento
2 Flordelis destruiu celular de Anderson do Carmo, diz nora
3 Ex-deputada Flordelis passa mal durante julgamento, diz defesa
4 Filho revela que depois da morte, Flordelis sorriu e falou: "Acabou"
5 Família de Flordelis era dividida em "facções", diz policial

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.