Leia também:
X MPF cobra à Justiça que avalie afastamento de Ricardo Salles

Alerj vota e aprova abertura do impeachment de Wilson Witzel

Placar terminou com 69 votos a favor da continuidade e nenhum voto contrário

Henrique Gimenes - 23/09/2020 21h32 | atualizado em 23/09/2020 21h50

Alerj aprova continuidade do impeachment de Wilson Witzel Foto: Reprodução

Por 69 votos a favor e nenhum voto contrário, a Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) aprovou, nesta quarta-feira (23), a continuidade do processo de impeachment do governador afastado Wilson Witzel. O procedimento analisa se ele cometeu crime de responsabilidade.

Com isso, o processo seguirá para uma comissão mista formada por cinco desembargadores e por mais cinco deputados estaduais, que irão julgar o impeachment. Inicialmente eles irão analisar se o governador deve ser afastado do cargo, o que já está em vigor por decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ). Depois irão decidir se foi cometido crime de responsabilidade e se Witzel deve perder seus direitos políticos.

O governador é investigado pela Justiça por suspeita de participação em um esquema de corrupção na área da Saúde do estado.

Witzel foi afastado do cargo no final de agosto por decisão do ministro Benedito Gonçalves, do STJ. No dia 2 de setembro, a Corte Especial do STJ confirmou, por 14 votos 1, o afastamento do governador por 180 dias. Após o afastamento, Witzel recorreu ao STF para voltar o cargo, mas teve o pedido rejeitado.

Leia também1 Witzel: "Estou sendo linchado moralmente e politicamente"
2 Eleições 2020: Saiba quem são os candidatos a prefeito do RJ
3 Crítico do STF, Otoni garante que "enfrenta qualquer represália"
4 Witzel diz que sua história está começando: 'Jamais renunciarei'
5 PGR acusa Wilson Witzel de criar rachadinha com verba da Saúde

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.