Leia também:
X Bolsonaro elogia Milton Ribeiro e critica a ideologia de gênero

Alerj escolhe deputados que julgarão impeachment de Witzel

Parlamentares se juntarão a cinco desembargadores para compor o Tribunal Misto que analisará o processo

Henrique Gimenes - 29/09/2020 16h35 | atualizado em 29/09/2020 16h40

Governador afastado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel Foto: Reprodução

Nesta terça-feira (29), a Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) escolheu os nomes dos cinco deputados que irão compor o Tribunal Misto responsável por julgar o pedido de impeachment do governador afastado, Wilson Witzel.

Após votação, os seguintes parlamentares receberam mais votos:

– Chico Machado (PSD);
– Waldeck Carneiro (PT);
– Dani Monteiro (Psol);
– Anderson Moraes (PSL);
– Alexandre Freitas (Novo).

Eles irão se juntar aos cinco desembargadores do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro que foram sorteados nesta segunda-feira (28): Teresa Castro Neves; José Carlos Maldonado de Carvalho; Maria da Glória Bandeira de Mello; Fernando Foch; e Inês da Trindade Chaves de Melo.

Com isso, o Tribunal Misto ficará responsável por decidir se se aceita a denúncia contra o governador. Caso a maioria simples dos integrantes aceite, Witzel ficará afastado por 180 dias do cargo.

Neste período, o governador afastado irá apresentar sua defesa. Ao final, para que Witzel sofre o impeachment, serão necessários os votos de 7 dos 10 integrantes do tribunal.

O governador é investigado pela Justiça por suspeita de participação em um esquema de corrupção na área da Saúde do estado.

Witzel foi afastado do cargo no final de agosto por decisão do ministro Benedito Gonçalves, do STJ. No dia 2 de setembro, a Corte Especial do STJ confirmou, por 14 votos 1, o afastamento do governador por 180 dias. Após o afastamento, Witzel recorreu ao STF para voltar o cargo, mas teve o pedido rejeitado.

Leia também1 'Witzel tem muito o que explicar à sociedade', diz deputado Alexandre Freitas
2 TJ escolhe desembargadores que julgarão impeachment de Witzel
3 Pastor Everaldo negocia delação e pode piorar situação de Witzel
4 Atual governador do RJ é citado em esquema de desvios na Saúde
5 "Vamos buscar uma maneira de tirar o Rio da situação difícil"

WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.