Advogado detido em voo quer impeachment de ministro

Profissional criticou o STF para Lewandowski durante viagem a Brasília

Pleno.News - 05/12/2018 12h47

Cristiano Caiado Acioli, advogado detido por criticar STF Foto: Reprodução Instagram

Nesta quarta-feira (5), o advogado Cristiano Caiado de Acioli, de 39 anos, concedeu uma entrevista ao programa Café com Jornal e afirmou que foi vítima de abuso. Ele revelou que irá pedir o impeachment do ministro do STF Ricardo Lewandowski.

– Quem fiscaliza o Supremo? Quem faz alguma coisa com a conduta do ministro? Quem vai cuidar deste abuso de poder que o ministro cometeu ontem? Como ele vai responder a isso? Eu gostaria de ver o impeachment do ministro Lewandowski e eu vou até o final nisso. Ele não tem o decoro para ocupar este cargo. A toga é muito pesada para ele – declarou.

Perguntado sobre o motivo de ter filmado o acontecimento, ele afirmou que foi para se resguardar caso recebesse alguma retaliação. Para ele, a alegação do ministro de o STF ter sido vítima de injúria é uma dessas.

– Pegando a câmera e filmando tudo eu ainda fui preso sem qualquer tipo de crime. Toda a minha conduta foi resguardada pela filmagem que eu fiz. A gente não teve nenhuma interação antes do que está no vídeo – declarou.

O CASO
Durante um voo de São Paulo para Brasília nesta terça-feira (4), Cristiano se voltou para o ministro e disse que o STF é uma vergonha. Lewandowski questionou se ele queria ser preso e chamou a Polícia Federal (PF).

A discussão aconteceu antes da aeronave decolar de São Paulo. Após pousar na capital federal, o advogado foi encaminhado pela PF até a Superintendência Regional da corporação. Acioli foi liberado após algumas horas.

LEIA TAMBÉM+ Advogado é preso após criticar ministro do STF em voo
+ Heleno, sobre processo contra Onyx: "Não é prejudicial"
+ Julgamento de Lula é adiado por Gilmar Mendes


Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo