Advogada cristã ajuda vítimas das enchentes em São Paulo

"No meio de tanta maldades existe bondade em abundância", diz Carmen Regina

Rafael Ramos - 14/03/2019 12h33

Carmen Regina tem ajudado vítimas das enchentes em São Paulo Foto: Arquivo Pessoal

As fortes chuvas que caíram na Grande São Paulo e capital no último domingo deixaram um verdadeiro rastro de destruição e 12 vítimas. De acordo com o Climatempo é alto o risco de novos temporais sobre a região nesta quinta-feira (14).

Dentre as várias pessoas que têm acompanhado de perto a situação dos locais atingidos, a advogada Carmen Regina Ribeiro tem tentado ajudar as vítimas. Membro da Comunidade Cristã A Casa da Rocha, ela mora duas ruas acima de onde ocorreram os alagamento no bairro do Ipiranga. Carmem contou ao Pleno.News que presenciou o começo da chuva, mas só teve ideia da situação no dia seguinte pela manhã.

– Acordei com barulho de helicópteros sobrevoando o bairro e fui me situando da calamidade. Vi os resgates acontecendo da janela da minha casa, olhei para as ruas abaixo tudo alagado e aquilo foi me consumindo de tal modo que desabei a chorar. Em seguida, contatei uma vizinha amiga e nos propomos a ajudar. Sabíamos que tinha um salão de beleza do bairro que estava arrecadando alimentos e servindo cafezinho aos moradores.

Apesar das casas terem sido atingidas, muitos moradores não queriam deixar seus lares. Como forma de auxiliar essas pessoas, Carmen Regina tem arrecadado doações de móveis, colchões, itens de higiene e de limpeza e alimentos. Os animais de estimação também têm sido ajudados. Através de doações feitas por amigos e seguidores no Instagram, a equipe conseguiu comprar ração e ajudar uma senhora que tem 40 gatos.

Interessados em ajudar podem entrar em contato com a advogada pelo WhatsApp (11) 97365-2181 ou comparecendo na Paróquia Nossa Senhora das Dores ou no Salão da Deia, localizado na Rua Cipriano Barata, 323, no Ipiranga. Apesar do ocorrido, ela destaca que tem conseguido tirar experiências positivas da situação.

– Eu fui marcada positivamente por um senhor que perdeu carro, móveis, eletrodomésticos e sorria o tempo inteiro. Ele dizia que estava vivo e isso era motivo para se alegrar e ajudar os outros. O brasileiro tem muita garra para recomeçar e se reinventar. Quando nos unimos somos mais fortes. Recebi doações de gente que nunca nem me viu e depositou dinheiro na minha conta para fazer compras. No meio de tanta maldades existe bondade em abundância – finaliza.

LEIA TAMBÉM+ Após fortes chuvas, Doria cria gabinete de crise em São Paulo
+ SP: Grávida de 9 meses perde todo o enxoval em enchente
+ SP: Priscilla Alcantara pede doações a vítimas de enchente


Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo