Leia também:
X “Logo, logo não precisaremos mais de máscara”, diz Queiroga

Administrador judicial pede bloqueio dos bens de Eike

Marcello Macêdo disse que descobriu "prejuízos causados à massa falida e seus credores decorrente da gestão fraudulenta"

Ana Luiza Menezes - 27/07/2021 16h50 | atualizado em 27/07/2021 18h17

Eike Batista Foto: Agência Brasil/Wilson Dias

Nesta terça-feira (27), Marcello Macêdo, administrador judicial da massa falida da MMX, solicitou à Justiça o bloqueio dos bens do empresário Eike Batista. O processo inclui dez outras pessoas físicas, como Pedro Borba, ex-presidente da MMX, e fundos de investimentos ligados a Eike.

O valor total do pedido feito ao juiz Paulo Stefan, da 4ª Vara Empresarial do Rio de Janeiro, é de R$ 630 milhões. As informações são do colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo.

Macêdo diz ter descoberto “prejuízos causados à massa falida e seus credores decorrente da gestão fraudulenta”.

Leia também1 Advogados abandonam defesa de Eike Batista após calote
2 Mineradora MMX de Eike Batista tem nova falência decretada
3 Eike é absolvido em ação sobre inconsistências no currículo
4 CVM vai julgar Eike Batista por informações sobre currículo
5 CVM multa Eike Batista em R$ 150 mil por conflito de interesse

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.