Leia também:
X Internautas pedem que Amapá não reeleja Davi Alcolumbre

Acusado de estuprar as irmãs é considerado foragido pela PF

Polícia Federal emitiu alerta para aeroportos

Monique Mello - 14/10/2021 13h39 | atualizado em 14/10/2021 14h40

Marcos Vitor teria abusado das duas irmãs Foto: Reprodução

O estudante de Medicina Marcos Vitor Aguiar Dantas Pereira, acusado de estuprar quatro meninas da família, entre elas as irmãs de 3 e de 9 anos, é considerado foragido pela Polícia Federal (PF). A prisão dele foi decretada na terça-feira (12).

A PF emitiu alerta para os aeroportos, após as buscas da Delegacia de Proteção à Criança de Teresina, no Piauí, não terem obtido êxito.

Eduardo Faustino, advogado de Marcos, nega que o cliente esteja foragido, mas que apenas abriu mão do “direito ao interrogatório”. A defesa também alega não ter conhecimento sobre o pedido de prisão.

O estudante de 22 anos teria assumido, para a própria madrasta, que cometeu os crimes contra as crianças. Além das irmãs, também há acusações de que Marcos teria abusado de duas primas, uma delas hoje com 13 anos. A adolescente faz tratamento psicológico desde os 6 anos e chegou até a tentar suicídio.

– Eu só posso pedir perdão a você e [a] toda a família que me acolheu muito bem. Eu faço o que for preciso para tentar reverter todo o impacto negativo que eu causei, o que for preciso para deixar esse passado de lado. Eu vou entender se não me perdoarem – disse Marcos em confissão à madrasta por meio de texto no WhatsApp.

Leia também1 Estudante de medicina admitiu à madrasta que estuprou irmãs
2 Pedreiro que estuprou e matou evangélica usava calcinhas
3 "Justiça por Mari Ferrer" chega a 4,4 milhões de assinaturas
4 Avô é preso por estuprar a neta de 10 anos, que está grávida
5 Suspeito de estuprar criança é morto a facadas em emboscada

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.