Leia também:
X Cristão, jogador do Fluminense explica defesa de pauta LGBT

37 mil presos em SP ganharão “saidinha” na próxima semana

Saídas de 2020 foram interrompidas por causa da pandemia

Monique Mello - 10/09/2021 17h45 | atualizado em 11/09/2021 08h44

Cerca de 37 mil presos terão “saidinha” em SP Foto: Divulgação

Cerca de 37 mil presos no estado de São Paulo serão liberados para saída temporária, a famosa “saidinha”, na próxima semana. De acordo com decisão da Justiça do estado, os detentos em regime semiaberto poderão ficar em liberdade entre os dias 14 e 20 deste mês.

A Lei de Execução Penal (LEP) prevê cinco saídas temporárias no ano (Natal/Ano Novo, Páscoa, Dia das Mães, Dia dos Pais, Dia das Crianças ou Finados) para os presos com bom comportamento e que já cumpriram um sexto da pena (no caso dos primários) ou um quarto (no caso de reincidentes).

Em decorrência da pandemia, houve interrupções dessas “saidinhas” ao longo de 2020. Em 2021, os benefícios foram agendados para março, junho e setembro. Serão considerados fugitivos, os detentos que não retornarem no prazo estipulado – até as 18h de segunda-feira (20) -, e posteriormente haverá perda dos benefícios.

As “saidinhas” acabaram retomadas no final do mesmo ano. Em 2021, também por conta da Covid-19, houve alteração nas datas, e os benefícios foram, a princípio, agendados para março, junho e setembro.

Os presos poderão deixar a prisão a partir das 6h de terça-feira (14) e devem retornar à unidade até as 18h de segunda-feira (20).

Em uma ala de progressão penitenciária da capital paulista, ao menos 43 condenados por crimes de violência sexual receberam aval do Ministério Público do Estado de São Paulo (MPE-SP) para a “saidinha” temporária.

Leia também1 Menino de 9 anos dá facada no pai para defender a mãe
2 Meninos de Belford Roxo foram mortos por traficantes, diz RJ
3 Após cinco dias, caminhoneiros deixam Esplanada, em Brasília
4 Receita Federal acusa Lula de sonegação, conluio e fraude
5 CSN acerta compra do Grupo Holcim no Brasil por R$ 5 bilhões

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.