Leia também:
X Senador propõe criar CPI para investigar o ‘orçamento secreto’

25 dos 27 mortos no Jacarezinho tinham passagens pela polícia

Polícia informou que 12 mortos têm passagens por tráfico, e outros 12 por outros crimes, além de um morto com histórico de desacato

Paulo Moura - 11/05/2021 15h11 | atualizado em 11/05/2021 15h45

Operação policial no Jacarezinho Foto: EFE/André Coelho

Um relatório da Polícia Civil do Rio de Janeiro apontou que 25 dos 27 suspeitos mortos no Jacarezinho, na última quinta-feira (6), tinham anotações de crimes. No total, o documento aponta que 12 dos mortos na ação realizada na favela da Zona Norte do Rio tinham envolvimento com o tráfico de drogas da região onde a operação foi realizada.

Outros 12 óbitos foram de suspeitos que tinham registros por outros crimes, como posse e uso de drogas, furto, roubo, porte ilegal de armas, ameaça e lesão corporal. Além destes, um outro suspeito já havia sido fichado por desacato. Dois dos mortos não tinham antecedentes.

Dos 12 mortos sem denúncia de envolvimento com o tráfico, excluindo o suspeito fichado por desacato, a polícia afirma que, em três casos, parentes confirmaram em depoimento a ligação deles com facções criminosas. Quanto ao caso dos outros nove, a polícia justificou o envolvimento deles com o tráfico a partir de fotos e mensagens publicadas em redes sociais.

Em relação aos dois sem antecedentes criminais, a polícia afirmou que eles tinham envolvimento com o tráfico confirmado em depoimento por parentes. O relatório ainda indica que um dos mortos era menor de idade, e que, dos 27 mortos, três eram citados na denúncia oferecida pelo Ministério Público, que orientou os mandados de prisão e motivou a polícia a entrar na favela.

Leia também1 Deputado propõe promoção a policial morto em operação no RJ
2 'Não quis minimizar a morte do policial', diz âncora da CNN ao vivo
3 Mourão sobre operação no Rio: "A polícia agiu como polícia"
4 Bolsonaro parabeniza a polícia por operação no Jacarezinho
5 Policial civil morto em operação sustentava mãe vítima de AVC

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.