Leia também:
X Prefeito de Florianópolis pede desculpas por viagem a Cancún

Cantora gospel morre de Covid após passar 10 dias internada

Selma Gonçalves estava no Pronto-Socorro de Cuiabá

Thamirys Andrade - 02/03/2021 13h25 | atualizado em 02/03/2021 13h51

selma gonçalves cantora gospel morre de covid-19
Selma gravou CD com seis faixas cristãs e fazia shows em Mato Grosso Foto: Reprodução

Aos 55 anos, a cantora gospel Selma Gonçalves faleceu nesta segunda-feira (1°), vítima de complicações da Covid-19. Ela foi internada no dia 18 de fevereiro, no Pronto-Socorro de Cuiabá, com falta de ar e sintomas leves. Após uma evolução clínica, a artista sofreu piora e não resistiu.

– Ela estava respirando com apenas 35% dos aparelhos. Mas, de repente, piorou de novo e acabou não resistindo. Um exemplo de mãe, de esposa, que sempre batalhou para dar o melhor para nós – lamentou a filha de Selma, Josyane Gonçalves, em entrevista ao portal Uol.

Josyane também honrou o legado que a mãe deixou por meio de seu trabalho missionário.

– Um exemplo de serva de Deus. Ela não olhava os obstáculos para servir a Deus no louvor, dom que ela tinha desde os quatro anos de idade. Ela deixa um legado que é de nunca desistir – afirmou Josyane.

Familiares e membros de sua igreja prestaram uma última homenagem a Selma no sepultamento, que ocorreu nesta segunda-feira (1°).

Conhecida em Mato Grosso, Selma fazia shows no estado. Ela gravou um CD com seis faixas cristãs de forma independente. Missionária, ela era membro da Assembleia de Deus de Cuiabá.

Leia também1 Trump e esposa foram vacinados contra a Covid-19, diz imprensa
2 Em entrevista, Baby do Brasil defende o uso de ivermectina
3 OMS: Seria prematuro dizer que acabaremos com a Covid até o fim do ano
4 Fiocruz: "Seremos um dos países que mais vacinam no mundo"
5 Reino Unido confirma 6 casos de variante brasileira da Covid-19

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.