Leia também:
X Alexandre Garcia: Não ir à CPI da Covid é quase uma confissão

Candidata ao BBB acusa produtor da TV Globo de assédio

Funcionário que estava há 37 anos na emissora pediu fotos nuas da mulher

Gabriela Doria - 10/06/2021 15h16 | atualizado em 10/06/2021 17h01

Aline Vargas denunciou que sofreu assédio de produtor do BBB Foto: Reprodução

Uma estudante de odontologia está acusando um produtor do Big Brother Brasil de assédio sexual. Aline Vargas, de 35 anos, afirmou ao portal Uol que registrou um boletim de ocorrência contra o homem na Delegacia da Mulher de Belo Horizonte, no último dia 23.

Segundo Aline, o produtor trabalharia há 37 anos na TV Globo e estaria na equipe de seleção dos participantes para a próxima edição do programa, o BBB 22. Em mensagens nas redes sociais, o homem teria pedido que Aline enviasse fotos sensuais de biquíni e também nua, afirmando que só assim ela passaria para a segunda fase do processo seletivo.

Aline se recusou a enviar as fotos e denunciou o funcionário da TV Globo por assédio.

– O autor disse que deveriam ter mais fotos sensuais; “gostosa de biquíni”. A vítima disse que não teria fotos de biquíni. O autor então pediu fotos nuas: “Me envia uma foto pelada”. A vítima desviou o assunto, porém ele insistiu para que ela enviasse uma foto “pelada e sexy”, [a] que a vítima, com medo de perder a oportunidade, tentou responder de forma a dissuadi-lo daquela ideia. […] O autor enviou a seguinte mensagem para a vítima: “Bom dia. Você tem poucas chances. Você é casada. Não é um perfil que agrada. Boa sorte – diz o boletim de ocorrência.

De acordo com a mineira, ela ficou “em estado de choque” ao perceber que estava sendo assediada.

– Quando sofri o assédio, fiquei em estado de choque, chorando muito e sofrendo muito. Meu marido pediu para eu ter calma. Resolvi denunciar assim que minha ficha caiu e [eu] estava um pouco melhor. Sempre fui feminista e ativa. Criei coragem e denunciei mesmo. Tenho certeza [de] que existem várias e vários que passaram por isso, porém nunca denunciaram por medo, pois vivemos em uma sociedade onde a vítima é questionada, e não o assediador – conta Aline.

Além do boletim de ocorrência, Aline entregou à polícia um pen drive contendo todas as mensagens que trocou com o produtor. Os arquivos passarão por perícia. A Polícia Civil de MG também trabalha com a possibilidade do envolvimento de um outro produtor da TV Globo no caso.

Em nota ao portal Uol, a Globo afirmou que o funcionário em questão não presta mais serviços para a emissora e que todos os colaboradores têm um código de ética a seguir.

– O colaborador em questão não está mais na empresa. Aproveitamos para reiterar que temos um Código de Ética, que deve ser seguido por todos nossos colaboradores, e uma ouvidoria pronta para receber quaisquer relatos de violação ao Código. Todo relato é apurado criteriosamente assim que a empresa toma conhecimento, e as medidas necessárias são adotadas – diz o comunicado.

Leia também1 Faustão é internado e Domingão terá comando de Tiago Leifert
2 Globo pediu 'perdão' à Conmebol para tentar exibir Copa América
3 TV Globo paga R$ 1,2 milhão a indígenas após ser condenada
4 Ex-atriz pornô Mia Khalifa posta meme e ironiza CPI da Covid
5 Malafaia critica a Globo: 'Imprensa que quer politizar o futebol'

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.