Leia também:
X Alcolumbre sabia do esquema de rachadinhas, diz revista

Caminhoneiros: Supermercados falam em ‘garantir’ perecíveis

Paralisação da categoria está prevista para esta segunda-feira

Monique Mello - 31/10/2021 14h08 | atualizado em 31/10/2021 14h55

Caminhoneiros podem iniciar greve no dia 1º de novembro Foto: Reprodução/CNN

A Associação Paulista de Supermercados (Apas) recomendou que os estabelecimentos antecipem a reposição dos estoques de produtos perecíveis, como legumes, verduras e frutas, caso se concretize a greve dos caminhoneiros prevista para esta segunda-feira (1º).

A ideia é que o setor consiga abastecer a população. Na semana passada, Vander Costa, presidente da Confederação Nacional dos Transportes (CNT), garantiu ao ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, que não haveria desabastecimento.

De acordo com a Apas, supermercados ficaram lotados na última semana e clientes questionaram funcionários se deveria fazer estoque de alguns produtos. As redes orientaram que os clientes tenham calma neste primeiro momento.

Membros da categoria acreditam na possibilidade de adesão de garante parte dos caminhoneiros, o que poderia provocar esvaziamento nas prateleiras dos supermercados e de bombas de combustíveis,conforme ocorreu em 2018.

Representantes da classe reiteram que a paralisação está mantida.

Leia também1 Governo decide congelar ICMS sobre combustíveis por 90 dias
2 Caminhoneiros confirmam greve para o dia 1º de novembro
3 Bolsonaro diz que há um Plano B para financiar o Auxílio Brasil
4 MG: Polícia mata 25 criminosos em ação contra o 'novo cangaço'
5 Mayra Pinheiro entra com ação no STF contra Omar Aziz

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.