Leia também:
X Sobre STF e TSE, Bolsonaro diz que ‘corda arrebentou’

Broca vai parar no pulmão de paciente que foi extrair dente

Mulher aguarda cirurgia para remoção há quase um mês

Gabriela Doria - 24/08/2021 22h19 | atualizado em 25/08/2021 10h11

Paciente aguarda cirurgia há quase um mês Foto: Reprodução

Uma mulher de 55 anos que engoliu uma broca ao extrair um dente, em 26 de julho, está aguardando até hoje por uma cirurgia para remover o objeto do pulmão. O caso aconteceu em Lajes, na região central do Rio Grande do Norte.

Após quase um mês, Iolanda Mariano de Melo Simplício está com o corpo estranho alojado nela. O filho da mulher afirma que ela sente muitas dores e já perdeu cerca de 10 quilos.

– A Secretaria Municipal de Saúde nos deu assistência para a realização dos exames. A gente foi para Natal inúmeras vezes com ela para fazer tomografia, raio-x, hemograma, risco cirúrgico, mas até agora nada. Já são quase 29 dias, e praticamente não temos resposta. A gente quer uma solução, porque é um corpo estranho que está dentro do pulmão dela – conta Rohnhalyson Mariano ao G1.

Em nota, a Prefeitura de Lajes informou que a cirurgia de Iolanda chegou a ser marcada para o último dia 11, mas, por causa de um defeito em um dos equipamentos que seriam usados, o procedimento foi cancelado. O município afirmou que fará o procedimento de forma particular e está analisando os orçamentos apresentados.

A prefeitura informou ainda que o dentista que realizou o procedimento foi afastado e não voltará a prestar serviços para o município.

Leia também1 Influenciadora critica produção do programa de Ana Maria Braga
2 Universal acusa Urach de agir de 'má-fé' em ação de R$ 2 milhões
3 Repórter demitida da Globo por causa do peso, vai para o SBT
4 Camargo muda logo da Palmares e é acusado de intolerância
5 “Fui instrumento de Deus”, diz PM após impedir suicídio

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.