Leia também:
X Gleisi: Lula não deve anunciar ministros nesta semana

Brasileiro tatua nome de Elon Musk na testa para ir a Marte

Influenciador de Belo Horizonte pretende chamar a atenção do magnata

Monique Mello - 21/11/2022 17h49 | atualizado em 21/11/2022 18h06

Rodrigo Américo escreveu Elon Musk em sua testa Foto: Reprodução/Vídeo redes sociais

Um brasileiro marcou a própria testa com o nome de Elon Musk a fim de se voluntariar para uma viagem a Marte, um dos projetos ambiciosos do magnata, que é dono da SpaceX. A atitude inusitada é de Rodrigo Américo, que não chega a ser um completo desconhecido, pois ele atua como influenciador, em Belo Horizonte, tendo mais de 400 mil seguidores no Instagram.

Em seu perfil na rede social, Rodrigo compartilhou um vídeo do momento em que fez a tatuagem, com a legenda: “Você pode julgar, criticar, zombar de mim… Uma coisa é certa, não fiz mal a ninguém” escrita em inglês.

Além do nome do bilionário, o influenciador tatuou um foguete. Ele acredita que o local inusitado escolhido possa fazer a diferença para ser notado pelo empresário. A SpaceX pretende construir uma cidade autossustentável em Marte nas próximas décadas.

– Fiz a tatuagem logo na testa para tentar conhecer o Elon Musk e ser um dos voluntários [para ir a Marte]. Acredito que vou chegar perto dele, sou o único do Brasil que fez essa tatuagem, talvez, do mundo. Desde quando ele começou, eu o admiro – disse ao jornal O Tempo.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por RODRIGO AMÉRICA (@rodrigoamericaoficial)

Leia também1 Humanos poderão viver na Lua ainda nesta década, diz Nasa
2 Musk responde comentarista da Jovem Pan sobre censura
3 Twitter de Trump é reativado depois de enquete de Elon Musk
4 Nova onda de funcionários deixa Twitter após ultimato de Musk
5 Nasa inicia missão de volta à Lua com lançamento da Artemis I

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.